Homem destrói seu computador após baixar 1.000 vírus para ver qual software antivírus funciona melhor

por Lucas Rabello
1 comentário 1,2K visualizações

Nicholas Zetta, conhecido como Basically Homeless no YouTube, decidiu baixar 1.000 vírus em seu computador para testar qual software antivírus funcionava melhor. “Por que evitar vírus quando você pode abraçá-los?”, pensou ele. Em vez de desviar de golpes de phishing e e-mails suspeitos, ele foi direto para o jackpot de malware.

Ele não baixou apenas alguns vírus aqui e ali. Não, Nicholas mergulhou de cabeça, baixando todos os vírus que conseguiu encontrar. Transformou seu computador em uma placa de Petri virtual de doenças digitais. Seu vídeo começa com ele explicando seu plano maluco: testar software antivírus da maneira menos científica possível.

O processo? Simples, mas insano. Ele clicou em todos os sites e links suspeitos que encontrou. Em pouco tempo, seu computador estava uma bagunça total. Foi bombardeado com anúncios, tinha borboletas voando pela tela e até uma versão bizarra de Minecraft apareceu. Então, ele encontrou a mina de ouro: um site com um diretório de malware, pronto para download. Um verdadeiro shopping de caos informático.

“Clique em sim em tudo”, pensou ele. E foi exatamente o que fez. Concedeu acesso aos sistemas do seu computador sem pensar duas vezes. Preocupantemente, ele notou que muitos desses anúncios pop-up e sites suspeitos miravam em pessoas mais jovens, atraindo-as com “pacotes de hacks” para jogos como Fortnite e Roblox.

Com seu computador cheio de vírus, era hora do confronto. Ele instalou vários programas antivírus: Norton, McAfee, Bitdefender e Kaspersky. Era hora de ver qual salvaria seu desastre digital.

Os resultados? Nada bons. Seu computador estava quase além de qualquer salvação. Alguns programas antivírus não encontraram nenhum malware. Isso mesmo, nada. Nada. Zero. Os melhores programas, no entanto, detectaram centenas de ameaças. Começaram o árduo processo de limpar seu dispositivo cheio de vírus.

Nicholas ainda não tinha terminado. No verdadeiro estilo YouTuber, prometeu mais conteúdo ao seu público. A saga de limpeza profunda continuaria em outro vídeo. Fique ligado para ver se seu computador sobrevive à purgação definitiva de vírus.

“Quem diria que ser imprudente poderia ser tão educativo?” brincou Nicholas. Seu experimento não foi apenas para risadas; lançou luz sobre o quão vulneráveis nossos dispositivos são e como alguns softwares antivírus simplesmente não são eficazes. Então, da próxima vez que você se sentir tentado por um link bom demais para ser verdade, lembre-se de Nicholas e seu computador infestado de vírus.

1 comentário

Valéria Marques 15 de maio de 2024 - 14:32

Isso me lembra os incautos que descobriram da pior maneira possível que a plataforma Celular Seguro funciona. Ao tentarem testar a iniciativa do governo federal, eles de fato bloquearam seus telefones. 😄

Responder

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados