Homem declarado morto é encontrado vivo em seu próprio funeral

Normalmente, quando você está morto, você está morto. Fantasmas e zumbis estão (até onde sabemos) reservados para filmes de terror e pesadelos. A criônica ainda é apenas uma fantasia da ficção científica.

Mas um homem na Índia, aparentemente, voltou à vida – em seu próprio funeral.

O homem de 20 anos foi declarado morto por médicos na segunda-feira depois de chegar ao hospital inconsciente após um acidente em 21 de junho. Ele foi enviado para casa em uma ambulância para ser enterrado por amigos e familiares à espera. Mas quando seu corpo foi retirado da ambulância, mostrou sinais de respiração e de movimento – sinais de que ele estava vivo.

Se quisermos ser técnicos, Mohammad Furqan nunca esteve realmente morto. Ainda assim, para sua família, o feito foi visto como um milagre.

Mas esta história então toma um rumo sinistro. Mohd Irfan, irmão mais velho de Furqan, disse a repórteres que Furquan estava recebendo tratamentos especiais em um hospital particular. Então, quando a família disse aos médicos que não tinha mais dinheiro para pagar as contas, os médicos disseram à família que ele havia morrido.

“O hospital começou a cobrar taxas enormes”, disse Mohd Irfan a repórteres. “Quando os informamos de que estávamos sem dinheiro, eles declararam Furqan morto.”

“Quando levamos o corpo para casa, percebemos que ele estava respirando. Outros que estavam lá também viram movimento dos membros. Nós o levamos imediatamente para um hospital público, onde os médicos iniciaram os procedimentos”, continuou ele.

A partir de terça-feira, Furqan está recebendo atendimento hospitalar, embora permaneça em estado crítico.

“O paciente está em estado crítico, mas definitivamente não está com morte cerebral”, disse a repórteres Ashok Nirala, médico que agora está atendendo Furqan.

“Ele tem pulso, pressão sanguínea e seus reflexos estão funcionando..”

Enquanto isso, o incidente – e a estranha atitude dos médicos – está sendo investigado, segundo Narendra Agarwal, diretora médica da Lucknow. [TimesOfIndia]

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.