George Orwell, a Revolução dos Bichos e a Revolução Russa

Você já percebeu que muitas revoluções se iniciam de maneira contrária a uma ordem social vigente e que, no fim das contas, as pessoas que lutaram por direitos igualitários acabam fazendo exatamente aquilo que condenavam?

Foi pensando nisso que o livro “A Revolução dos Bichos”, de George Orwell, foi escrito. Se você conhece a história da Revolução Russa ou deseja compreender um pouco mais sobre o que aconteceu, vale a pena conferir esta representatividade:

Tudo começou no início do século XX…

…quando a Rússia, ainda com sua economia baseada no setor agrário, viveu um dos piores momentos de sua história: uma miséria extrema, uma vez que o czar governava de forma absolutista, detinha todo o controle sobre a produção e os impostos.

Mistérios do Mundo

Ao entrar na Primeira Guerra Mundial, sem respaldo algum e uma fraca força militar, a oposição ao regime czarista originou uma guerra civil, que fez a Rússia se retirar do conflito em 1917.

Liderados por Lênin, o povo russo foi às ruas para derrubar o czar e implantar o socialismo sob controle do partido bolchevique, nos vários setores do país. Deste conflito resultou a criação da União Soviética que se manteve até o ano de 1991.

O paralelo entre a história

Mistérios do Mundo

Na obra “A Revolução dos Bichos” lidamos com um cenário de subserviência dos animais, em sua representatividade pelo povo russo. Os homens representam o poder absolutista em seu controle total e exploração. Em uma rebelião organizada, o velho Major (representado por Lênin) induziu a união dos animais para que retirassem do poder o seu inimigo.

Após a morte do Major, os porcos Snow Ball (representando Trotsky) e Napoleon (Stalin) seriam eleitos, porém por um golpe Napoleon assume o poder, deixando a situação da fazenda ainda mais complicada.

O cavalo Sansão (ou Boxer, como nomeado no filme) retrata fielmente a classe trabalhadora e o que acontece quando sua força se esvai. A obra é narrada da perspectiva da cadelinha Jessie, que tem seus filhotes levados a fim de compor a guarda (KGB) da fazenda.

Percebemos o paralelo a partir das regras estipuladas na fazenda, e depois modificadas para a conveniência dos detentores de poder. Algumas delas são:

  1. Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo.
  2.  Qualquer coisa que ande sobre quatro pernas, ou tenha asas, é amigo.
  3. Nenhum animal usará roupas.
  4.  Nenhum animal dormirá em camas.
  5. Nenhum animal beberá álcool.
  6. Nenhum animal matará outro animal.
  7.  Todos os animais são iguais.

Assista ao filme e confira essa obra que irá ajudar e muito na compreensão histórica do evento:

Comentários
Carregando...