“Freio da Repreensão”: A técnica cruel da Idade Média para punir quem fofocava

Os rumores, boatos e fofocas sempre fizeram parte da nossa sociedade, já que a vontade de saber as últimas novidades sobre os vizinhos, discutir sobre a fidelidade dos amigos e investigar a vida alheia sempre foi um hobby para algumas pessoas.

No entanto, se hoje em dia o máximo que pode acontecer com você caso você seja pego fofocando sobre alguém é algum desconforto ou constrangimento, as coisas no passado eram muito piores. Durante a Idade Média, época em que as mulheres não tinham praticamente nenhum direito, e e estavam sempre sujeitas às vontades do marido, elas podiam ser cruelmente punidas caso seus companheiros descobrissem que elas estavam fofocando.

Falar mal dos outros ou discutir a vida alheia era considerada uma atitude que precisava ser corrigida, e por isso os homens tinham o direito de usar o que ficou conhecido como “Scold’s Bridle” (algo como freio de repreensão) para punir suas esposas. Tratava-se de um equipamento semelhante a um item de tortura, que impedia que as mulheres falassem. O “freio de repreensão” era uma espécie de máscara feita de ferro, com um bocal que pressionava a língua. Em alguns casos, a bocal ainda contava com espinhos, para causar dor caso a mulher tentasse falar mesmo vestindo a máscara.

Wikimedia Commons

Para que a humilhação fosse ainda maior, alguns homens amarravam a máscara a um tipo de coleira, e obrigavam a esposa a dar uma volta com ele na rua, para que ele pudesse mostrar para todos na cidade que a mulher haviam sido pega fofocando.  Em alguns casos, com o intuito de chamar mais atenção, os homens colocavam pequenos sinos amarrados na máscara.

A ideia da punição física não é nenhuma novidade quando falamos sobre a Idade Média, já que a Igreja Católica, muito forte na época, pregava que este tipo de punição era a única forma de livrar o corpo humano de seus pecados. De qualquer forma, sem dúvidas o “freio da repreensão” está entre uma das técnicas mais cruéis de tortura já aplicadas de forma sistemática na Idade Média.

Felizmente, a prática acabou caindo em desuso ao longo dos anos, ainda que, como sabemos, isso não quer dizer que as mulheres não tenham sofrido de inúmeras outras maneiras na mão da sociedade da época.

você pode gostar também
1 comentário
  1. Gsgs Diz

    Parabéns, vc lacrou com essa materia….vitimizou as mulheres, mostrou q os homens eram e talves sao machistas, mostro a igreja católica era cruel…. só nao falou q as mulheres punidas cometeram crimes q na sua epoca era grave, elas sabiam q se fofocassem iria acontecer isso e vc também nao falou e nem assosiou a culpa a Bolsonaro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.