fbpx

Fotógrafo russo entra na zona de exclusão de Chernobyl e faz imagens incríveis

Já se passaram 33 anos da terrível explosão em Chernobyl, que acabou protagonizando um dos maiores acidentes nucleares do mundo. Tanto tempo depois, o evento continua chamando a atenção de muitos curiosos, inspirando criações literárias e cinematográficas e atiçando a imaginação.

Vladimir Migutin, fotógrafo que posta muitos de seus trabalhos no Instagram, aceitou a aventura de entrar na zona de exclusão de Chernobyl para registrar o que quer que encontrasse por lá. Trata-se de uma zona com acesso restrito, ainda que não seja assim tão perigoso andar por lá durante algum tempo.

Com uma câmera com tecnologia de infravermelho, ele conseguiu registrar belas imagens!

Confira:

1. Ruínas encontradas em Pripyat.

2. As placas mostram os nomes dos vilarejos que foram evacuados após a explosão de Chernobyl.

3. Os restos de um ônibus abandonado.

4. Brinquedos deixados para trás em uma antiga escola de Pripyat.

5. Vista aérea da cidade fantasma de Pripyat.

6. O que sobrou de um parque de diversões.

7. Apesar da radiação, a vida resiste.

8. Antiga casa deixada para trás e consumida pelo tempo.

9. Sala de aula em uma escola de Pripyat.

10. Objetos deixados para trás no hospital de Pripyat.

11. Este é Simon, uma raposa amigável que muitas vezes se aproxima de turistas, procurando por comida.

12. A famosa roda gigante.

E você, teria coragem de entrar em uma dos lugares mais afetados pela radiação em todo o mundo?

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.