Fotografias dão dicas sobre a vida de marinheiro encontrado mumificado em seu iate

Após a descoberta de uma nota e de imagens, o mistério do corpo mumificado de um alemão que foi encontrado morto em seu iate na costa das Filipinas tomou um novo caminho. O rapaz é Manfred Fritz Bajorat, 59 anos e seu corpo foi encontrado por dois pescadores. Manfred deixou uma carta de 32 palavras para sua amada esposa Claudia, que faleceu por conta de um câncer, aos 53 anos, em 2 de maio de 2010.

Mistérios do Mundo

Mistérios do Mundo Mistérios do Mundo

“Estamos juntos, no mesmo caminho, há 30 anos. Então a força dos demônios foi mais forte que a vontade viver. Que sua alma encontre paz. Seu Manfred”, diz a carta. Essas trágicas palavras finais foram descobertas em um fórum chamado kaktsuguenther.de. O corpo de Bajorat foi encontrado próximo ao telefone, como se estivesse tentando uma última ligação desesperada para se salvar.

Christopher Rivas, de 23 anos, morador de Barobo, estava pescando junto com seu amigo a pouco mais de 60km da costa onde ele avistou o iate, chamado SAYO. Dentro da cabine, onde havia muita água, foram encontros álbuns de fotos, aparentemente mostrando sua esposa, família e amigos, bem como roupas e restos de comida.

Mistérios do Mundo
As fotografias são os únicos registros da vida que Manfred mantinha antes de embarcar para sua última viagem. / Daily Mail.
Mistérios do Mundo
Imagem mais recente de Manfred. / Daily Mail.
Mistérios do Mundo
No iate, foram encontradas fotografias da esposa de Manfred, que faleceu em decorrência de um câncer, em 2010. / Daily Mail.

Ainda não se sabe o que matou Manfred – que foi identificado graças a documentos encontrados no iate -, mas as autoridades acreditavam que não houve culpa envolvida. “O médico acredita que o rapaz faleceu por causas naturais, e não há evidência de culpa envolvida neste caso”, disse um porta-voz da polícia de Barobo. Nenhuma arma foi encontrada no iate.

Um amigo contou ao BILD que ouviu falar do seu amigo pela última vez no Facebook, no seu aniversário. Ventos secos, altas temperaturas e a presença do sal preservaram seu corpo. As forças policiais ainda estão tentando traçar suas últimas viagens, para encontrar as pessoas que falaram com ele antes de sua morte.

Mistérios do Mundo

Fotos de um álbum encontrado na cabine mostrando sua família em momentos felizes. Uma delas, por exemplo, mostra sua esposa, um amigo e sua companheira fazendo um picnic em uma mesa de madeira. Outra foto mostra Manfred com um bebê, provavelmente sua filha, com os dizeres: “Nossa primeira vez com nossa pequena Button no mar”.

Em 2009, em Mallorca, na Espanha, Manfred encontrou outro navegante, chamado Dieter, que disse ao jornal BILD que o rapaz era muito experiente. “Eu não acredito que tenha caído em uma tempestade. Acho que o mastro se quebrou após sua morte”. Seu corpo foi levado para em autópsia em Butuan, e o iate passará por inspeções policiais no porto de Barobo.

Fonte: DailyMail.

Veja também: Mais do autor

Comentários

Carregando...