Filipinas registra novo surto de gripe aviária em uma fazenda local

Informações publicadas nesta segunda-feira (16) pela Reuters dão conta do início de um surto de gripe aviária em uma província localizada no norte das Filipinas. Trata-se de um surto provocado por um subtipo do Influenza A, chamado H5N6. A informação teria sido confirmada pelas autoridades do país.

O secretário da agricultura das Filipinas, William Dar, afirma que o vírus foi detectado na municipalidade de Jaen, e que se trata da mesma cepa do vírus que atingiu algumas fazendas em 2017 na mesma região. Naquela ocasião, cerca de 1500 animais (principalmente codornizes) morreram em apenas uma fazenda. Ao todo, 12 mil codornizes foram enterradas e incineradas com o intuito de prevenir infecções, disse Dar.

“Nós estamos com a situação sob controle. Será feita uma vigilância constante no raio de 1-7km (onde foi verificado o novo surto) para garantir que a doença não progrida para fora deste perímetro”, disse o ministro.

Shutterstock

Ainda de acordo com Dar, o novo surto foi verificado em apenas uma fazenda com criação de codornizes, e desde os primeiros casos esses animais estão sendo mantidos em quarentena para evitar a propagação do vírus.

De acordo com Arlene Vytiaco, especialista em gripe aviária no Departamento de Agricultura das Filipinas, há uma pequena chance deste vírus ser transmitido para seres humanos por meio do contato com secreções e excrementos do animal. Desde 2014, segundo informações da OMS, foram 24 casos confirmados da H5N6 em seres humanos, incluindo sete casos fatais.

Mesmo assim, todo o fornecimento de aves para consumo doméstico no país será testado para a gripe aviária, evitando que animais contaminados sejam vendidos para os mercados e repassados para a população em geral.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.