Pular para o conteúdo
Filhos passaram 3 dias com pais mortos em casa. Eles pensaram que estavam dormindo

Filhos passaram 3 dias com pais mortos em casa. Eles pensaram que estavam dormindo

Em uma noite em Bolshoye Kuzomkino, na Rússia, parentes preocupados ligaram para a casa da família depois que Alexander Yakunin, de 30 anos, e sua esposa Viktoria, de 25, perderam uma reunião familiar.

Quando a filha de cinco anos do casal atendeu o telefone, ela disse que seus pais estavam “dormindo” por muito tempo e que seu pai havia “ficado todo preto”. A pequena também mencionou que cuidava do irmão caçula de um ano.

A irmã de Alexander, Natalia Bakulina, correu para o apartamento do casal ao saber da notícia e foi recebida na porta pela sobrinha. Ao entrar no apartamento, Natalia ficou chocada ao encontrar Alexander e Viktoria mortos em sua cama.

“Eu corri… e vi tudo. Caí e gritei”, disse Natalia. A morte do casal foi uma surpresa para seus entes queridos.

Filhos passaram 3 dias com pais mortos em casa. Eles pensaram que estavam dormindo

Reprodução

A mãe de Viktoria, Galina Yasturbenko, disse a uma agência de notícias local que o casal precisaria ser enterrado em caixões lacrados. “Estamos chocados. Ninguém sabe o que aconteceu”, disse ela.

Especula-se que as mortes do casal podem ter sido causadas pela toxina botulínica, encontrada em certos tipos de picles caseiros. Alexandre havia recebido um pote de picles de sua avó um dia antes de ele e sua esposa morrerem. Essa toxina pode causar paralisia e morte por insuficiência respiratória.

Um vizinho do casal, Mikhail Khomchenko, descartou a possibilidade de overdose por álcool, hipótese que chegou a ser levantada, afirmando que o casal não bebia. “Tenho apenas sentimentos positivos sobre eles”, disse Khomchenko, acrescentando que Alexander e Viktoria eram um “casal perfeito”.

Os dois filhos pequenos do casal agora estão sob os cuidados do pai de Alexander.