Exploradores revelam novas imagens do Titanic. Há 15 anos que não iam visita-lo

O naufrágio mais famoso da história foi visitado pelos humanos pela primeira vez em quase 15 anos – revelando um incrível estado de deterioração natural escondido no fundo do Oceano Atlântico.

Isolado silenciosamente a uma profundidade de 3.810 metros ao largo da costa de Newfoundland, no Canadá, o RMS Titanic está em um declínio notável, de acordo com uma equipe de exploração do oceano profundo que realizou o primeiro mergulho tripulado ao naufrágio em quase 15 anos.

Estudando e filmando os restos do famoso navio para um próximo documentário, especialistas e cientistas que organizaram a expedição ficaram surpresos com a visão do navio em decomposição, que repousa em duas partes no fundo do mar, a centenas de metros de distância.

Titanic
(Atlantic Productions)

“O aspecto mais fascinante foi ver como o Titanic está sendo consumido pelo oceano e retornando à sua forma elementar enquanto fornece refúgio para um número extraordinariamente diverso de animais”, diz Patrick Lahey, presidente da Triton Submarines.

A equipe de exploração dos Triton Submarines realizou cinco mergulhos no naufrágio no início de agosto com o Limiting Factor, que filmou o Titanic em 4K pela primeira vez – e, se a natureza manter o seu caminho, pode ser uma das últimas vezes que visitamos o famoso navio.

Expostos a turbilhões e correntes marítimas no fundo do mar, o Titanic está sendo lentamente desmantelado pela corrosão salina e bactérias comedoras de metais.

“Há micróbios no naufrágio que estão corroendo o ferro do navio, criando estruturas ‘rústicas’, que é uma forma muito mais fraca do metal”, disse Clare Fitzsimmons, da Universidade de Newcastle, no Reino Unido.

Esses remanescentes se dissolvem progressivamente em fragmentos cada vez mais finos, acabando por se transformar em uma forma de pó que será varrida pela corrente.

Devido a isso, estimativas anteriores sugeriram que o navio inteiro pode desaparecer até 2030 ou não muito tempo depois, com o devoramento microbiano do Titanic deixando apenas uma “mancha de ferrugem no fundo do Atlântico”.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.