Pular para o conteúdo
Explorador britânico encontra nave espacial soviética de R$ 1,1 bilhão em deserto

Explorador britânico encontra nave espacial soviética de R$ 1,1 bilhão em deserto

O influenciador britânic Greg, famoso por explorar lugares abandonados, descobriu os restos de uma antiga nave espacial da União Soviética (URSS) em um deserto perto do Cazaquistão.

Explorador britânico encontra nave espacial soviética de R$ 1,1 bilhão em deserto

Greg Abandoned

Chamada Ptichka (russo para “pequeno pássaro”), a espaçonave abandonada tem grande parte de sua estrutura corroída. De acordo com o The Sun, a nave está avaliada em £ 189 milhões, o equivalente a R$ 1,1 bilhão.

Explorador britânico encontra nave espacial soviética de R$ 1,1 bilhão em deserto

Greg Abandoned

“Eu descobri sobre os ônibus espaciais pela primeira vez em um artigo que encontrei online e não conseguia imaginar milhões de dólares em ônibus abandonados e enferrujados”, disse Gregg ao jornal britânico. “Há algo no espaço que sempre me fascinou. Foi o melhor lugar para viajar e o sonho de todo explorador.”

Explorador britânico encontra nave espacial soviética de R$ 1,1 bilhão em deserto

Apesar de anunciar a descoberta no Cazaquistão, o Greg se recusou a revelar a localização exata da descoberta para proteger a nave.

Sobre os ônibus espaciais soviéticos

Os ônibus espaciais soviéticos eram uma série de veículos espaciais desenvolvidos pela União Soviética para realizar voos tripulados e não tripulados para o espaço. Eles foram utilizados em uma série de missões que incluíram o envio de humanos para o espaço, o primeiro dos quais foi o Vostok 1 em 1961, que levou o cosmonauta Yuri Gagarin a ser o primeiro humano a voar no espaço.

Os ônibus espaciais soviéticos foram projetados e construídos pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Foguetes e Sistemas de Propulsão Energia, também conhecido como TsSKB-Progress. Eles foram projetados para suportar a reentrada na atmosfera terrestre, permitindo que os cosmonautas retornassem à Terra depois de suas missões no espaço.

A série de ônibus espaciais soviéticos incluiu o Vostok, o Voskhod, o Soyuz e o Buran. O Vostok foi o primeiro deles e foi utilizado em uma série de missões que incluiu o envio de humanos para o espaço pela primeira vez. O Voskhod foi um veículo modificado do Vostok que foi projetado para suportar missões tripuladas de até três cosmonautas. O Soyuz foi projetado como uma nave de suporte para missões tripuladas mais longas e foi utilizado em várias missões ao longo dos anos. O Buran foi um ônibus espacial não tripulado que foi lançado uma vez em 1988, mas nunca foi utilizado em missões reais.

Os ônibus espaciais soviéticos foram responsáveis por algumas das principais conquistas da história da exploração espacial, incluindo o envio do primeiro humano ao espaço, o primeiro beijo no espaço e o primeiro humano a caminhar no espaço. Eles também foram utilizados em missões de reparação e manutenção de estações espaciais, bem como em missões de busca e resgate de cosmonautas.

Embora os ônibus espaciais soviéticos tenham sido muito bem-sucedidos em suas missões, eles também enfrentaram alguns desafios e falhas ao longo dos anos. Em 1967, por exemplo, o cosmonauta Vladimir Komarov morreu durante o pouso de seu Soyuz devido a problemas técnicos.