Europa rejeitou um milhão de aves com salmonella exportadas pelo Brasil

De acordo com informações apuradas pelo jornal britânico ‘The Guardian‘, em conjunto com o ‘Repórter Brasil’ e o ‘Bureau of Investigative Journalism’, cerca de um milhão de aves brasileiras contaminadas com salmonella foram barradas na hora de entrar no Reino Unido durante os meses de abril de 2017 e novembro de 2018.

Agora, segundo o ‘HuffPost Brasil‘, há a possibilidade de que toda esta carne esteja sendo recomercializada no Brasil, já que nossos padrões de controle para esse tipo de contaminação são mais brandos em relação aos britânicos. A publicação cita a fala da Ministra de Agricultura, Tereza Cristina, que confirmou a devolução das aves.

“A quantidade de exportação do frango brasileiro é enorme. Só 17 containers vieram com salmonella. Dois tipos só que têm problema para humanos. Essa denúncia é desserviço aos produtos brasileiros”, disse a ministra, segundo a Agência Brasil.

Para que possam ser reutilizados no Brasil, a carne de frango precisará passar por um processo de cozimento, que lhe permitirá ser utilizada, por exemplo, na produção de produtos processados como mortadelas, salsichas e nuggets. No entanto, isso se faz necessário apenas para aquelas peças que estiverem contaminadas com bactérias potencialmente danosas à saúde humana.

Shutterstock

Por outro lado, os frangos contaminados com bactérias que a princípio não constituam risco para nossa saúde podem ser livremente vendidos crus, de acordo com nossa legislação. O HuffPost Brasil lembra que existem mais de 2600 tipos de salmonella, sendo que apenas dois são perigosos para a nossa saúde.

O The Guardian relembra a “Operação Carne Fraca”, lançada em março de 2017, quando responsáveis pela inspeção da carne de frango no Brasil foram acusados de receber propina para permitir a exportação de carne contaminada. Naquela ocasião, 11 oficiais foram condenados. Desde então, o Brasil sofreu algumas restrições na exportação da carne, e se comprometeu em tomar certas atitudes para controlar melhor a qualidade do produto.  No entanto, a publicação ressalta que, aparentemente, os problemas continuam. As empresas responsáveis pelo fornecimento da carne de frango foram contatadas pelo ‘The Guardian’, e afirmam que todas as normas de segurança e controle são seguidas durante o preparo dos produtos.

O que é salmonella?

Salmonella é uma bactéria transmitida pela ingestão de alimentos crus ou mal cozidos contaminados. Os que oferecem maior risco são as carnes em geral, especialmente a carne das aves (frango, pato, peru etc.).

A salmonella pode causar gastrenterite e enterocolite aguda. O período de incubação varia de oito a 48 horas após a pessoa ter ingerido alimento ou líquidos contaminados. O paciente pode ter febre,
dor de cabeça, náuseas, vômitos, falta de apetite, cólicas e diarreia.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.