Estas são as principais ameaças à raça humana, segundo Stephen Hawking

Em uma recente entrevista para Larry King Now, o famoso físico teórico disse que durante a última década, “certamente não nos tornamos menos gananciosos ou menos estúpidos” nas maneiras pelas quais tratamos nosso ambiente.

Ele acrescentou que a expansão da população é, pelo menos em parte, a culpada pelo estado de nosso mundo natural – e que ele tem dito isso há algum tempo. “Seis anos atrás, eu estava avisando sobre a superpopulação”, disse Hawking. “Ela ficou pior desde então. A esta taxa, [a população global] será de 11 bilhões em 2100. A poluição do ar aumentou 8% nos últimos cinco anos. É muito tarde para evitar níveis perigosos de aquecimento global?”

Populações crescentes e poluição não estavam sozinhas na lista de Hawking das maiores ameaças. O físico também destacou o que ele chama de “inteligência artificial dos governos globais”, corrida armamentista, e o que ela diz sobre suas prioridades. “Os governos parecem estar envolvidos em uma corrida armamentista da Inteligência Artificial, projetando aviões e armas com tecnologias inteligentes. O financiamento de projetos diretamente benéficos para a raça humana, como a triagem médica melhorada, parece uma prioridade um pouco menor.”

Ele também se preocupa com o futuro da inteligência artificial e nossa capacidade de controlá-la. “Eu não acho que os avanços na tecnologia artificial serão necessariamente benignos”, disse Hawking. “Uma vez que as máquinas atingem a fase crítica de serem capazes de evoluir, não podemos prever se suas metas serão as mesmas que as nossas.”

Hawking fez essas observações durante a conferência de Starmus em Tenerife, na Espanha, onde revelou planos bastante ambiciosos para mapear todo o universo conhecido por padrões de radiação.

Comentários
Carregando...