Esses trigêmeos foram submetidos a um experimento. Conviveram por 12 anos sem saber que eram irmãos

Um documentário recentemente revelou um estranho e particular caso de três irmãos que viveram submetidos a um cruel experimento social durante suas vidas inteiras. Robert Shafran, Eddy Galland e David Kellman não sabiam que eram irmãos. Em 1980, quando Shafran entrou na universidade, não teve problemas em fazer amigos. “Os garotos me davam palmadas nas costas e as garotas me abraçavam e beijavam”, contou no documentário.

Todos o chamavam Eddy, e ele não sabia o motivo. Michael Domitz, seu companheiro de quarto, lhe contou que no ano anterior havia compartilhado quarto com um tal de Eddy Galland, mas que o mesmo havia feito transferência para outro quarto. Ambos eram bem parecidos, e por isso as pessoas os confundiam.

Three Identical Strangers

Quando Domitz descobriu que ambos haviam nascido no mesmo dia e que ambos eram adotados, não perdeu seu tempo e os apresentou. Tinham QIs similares, ambos se dedicavam à luta (tendo as mesmas técnicas), gostavam dos mesmos filmes e os mesmos tipos de encontro.

Os registros do hospital confirmaram o que desconfiavam: eram gêmeos idênticos. Mas essas não era a parte mais estranha. David Kellman, um estudante de Nova York, leu a história no jornal e telefonou para a família Galland em busca de Eddy.

Comentou que achava que eles eram parecidos e com o tempo descobriram que não eram somente trigêmeos, se não que além disso, havia um quarto irmão que havia falecido ao nascer.

Sudance Institute
Sudance Institute

A história destes 3 irmãos se converteu em um documentário pelas estranhas circunstâncias em que todos chegaram a se encontrar. A agência de adoção se negou a explicar por que os irmãos foram separados.

Depois disso revelaram que haviam sido parte de um estudo em crianças sobre o desenvolvimento cognitivo ao serem entregues a adoção. Além disso, a agência se especializava em mães judias solteiras que buscavam crianças.

Foi o pai de Robert que descobriu tudo ao falar com o doutor Peter Neubauer, psicanalista. Ele queria entender a relação entre a natureza e a própria criança para saber se as pessoas se desenvolvem a partir de seus genes ou do ambiente em que vivem.

Durante 12 anos, sem que uma ou outra família soubesse, visitaram o centro de investigação para que as três crianças fossem submetidas a provas de inteligência, conduta e personalidade.

Cada momento de suas vidas havia sido gravado. Um grupo de psicólogos passava horas analisando suas condutas. E somente um dos irmãos pressentiu que algo estranho estava acontecendo.

O documentário foi estreado no festival de Sundance e logo será estreado para todo o público.

Comentários
Carregando...