Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

Esses são os 9 navios fantasmas mais assustadores da História

Se você é fã de Robert Louis Stevenson e sua fantástica Ilha do Tesouro, certamente deve imaginar o que será que inspirou não só o autor, como também o clássico “Piratas do Caribe” da Disney a existirem.

Por incrível que pareça, os navios fantasmas de fato existiram e tiveram consigo histórias extremamente aterrorizantes. Veja a seguir:

9 – O Holandês Voador

A tão conhecida lenda deste navio começa com um capitão chamado Hendrick Van Der Decken, que fazia uma viagem no Cabo da Boa Esperança até Amsterdã, na Holanda.

Durante o percurso havia uma forte tempestade e o capitão deveria desviar o curso do navio para que ele não tomasse o pior rumo de todos: o da morte.

O cruel capitão recusou-se desviar de sua rota e um motim se instaurou no navio. Este homem era conhecido por suas depravações, tinha hábitos perniciosos além de permanecer o dia inteiro ouvindo músicas inapropriadas e bebendo cerveja.

A lenda diz que “o céu se abriu e uma voz condenou o navio a vagar eternamente” pelos mares, com uma tripulação de cadáveres. Até aí tudo bem, mas a parte assustadora vem agora: existem relatos de avistamento do Holandês Voador por marujos experientes ao decorrer da história. Um exemplo deles é o Príncipe George de Gales e seu irmão, além de uma multidão inteira afirmar tê-lo visto em 1941 em uma praia.

8 – Mais um navio holandês: Ourang Medan

Foi em 1947 que esse bizarro fato aconteceu: várias mensagens frenéticas vindas de um navio cargueiro holandês, todas transmitidas em código morse. Após desvelada, a misteriosa mensagem dizia que todos na embarcação estavam mortos, inclusive o capitão.

Totalmente apavorados, os receptores de imediato ouviram uma mensagem assustadora no rádio que disse  “eu morro” e foi por essa onda que foi possível rastrear o navio. Ao chegar lá, todos os membros da tripulação, incluindo o homem das mensagens, estavam congelados. E ninguém sabe o porquê até hoje, de forma que estima-se que poderiam ter vindo bolhas de metano e gases venenosos do mar, causando a morte de todos os tripulantes, porém pela condição em que estavam, isso era pouco provável.

7 – O misterioso Lady Lovibond

A lenda sobre este navio misterioso começa com um casal de recém-casados que, em 13 de fevereiro de 1748, estava comemorando sua lua de mel a bordo do navio.

Nesta mesma noite houve um mal entendido entre o noivo e o capitão John Rivers, que possivelmente “tinha se apaixonado por Annette” a mulher do homem. O capitão louco matou Reed, seu marido, e em seguida cruelmente provocou o o naufrágio do Lovibond levando-o ao Goodwin Sands, um canal inglês muito conhecido por atracar e naufragar embarcações.

Existem relatos assustadores de aparições do navio à deriva em de 13 de fevereiro de 1848 e 13 de fevereiro de 1948. Muitas pessoas acreditam que esse navio aparece de cem em cem anos, de modo que ele voltará à deriva em 2048. Assustador!

6 – Carrol A. Deering

Essa escuna foi construída em 1911 e em 1920 fez sua última viagem trágica, partindo do Rio de Janeiro.

A lenda diz que o capitão Merrit e seu filho Sewall adoeceram abordo e foram substituídos por  WB Dormell e McLennan. McLennan estava totalmente bêbado e começou a provocar brigas entre os tripulantes que eram apenas em 10 homens, de origem escandinava.

Sendo assim o navio perdeu a sua rota, sendo avistado em 1921 por um homem que contatou um “guarda farol”, informando que o navio parecia ter perdido sua âncora e problemas no rádio impediram a tripulação de comunicar o ocorrido.

Três dias depois, a embarcação foi vista em Diamond Shoals, no Cabo Hatteras. Em 4 de fevereiro chegou o resgate e o navio foi encontrado em uma condição terrivelmente assustadora: havia comida do dia seguinte preparada na cozinha, porém o navio estava sem a tripulação. Nada se soube até então, apenas que o desaparecimento ocorreu depois da embarcação ter cruzado o Triângulo das Bermudas.

5 – Baychimo

O Baychimo foi construído na Suécia em 1911 e era um navio comerciante que atuava em rotas do noroeste do Canadá. Como parte das reparações de guerra, a Grã-Bretanha o ganhou da Alemanha e então sua última viagem, carregado uma carga de peles, em 1931 deixou o mundo inteiro intrigado.

Ao cruzar a costa da cidade de Barrow, o navio simplesmente congelou e a tripulação abandonou temporariamente e embarcação em busca de abrigo. Uma semana depois a embarcação conseguiu se libertar do gelo, ficando presa uma semana depois no gelo novamente. Assim sendo, a tripulação conseguiu sair do navio e construir tendas a fim de se abrigar, mas uma forte tempestade atingiu a região e o Baychimo desapareceu.  Passaram-se vários dias até que um caçador afirmou ter visto o navio e a equipe o localizou.

Por algum motivo misterioso a equipe localizou o Baychimo para recuperar a sua preciosa carga e… o abandonou! 38 anos se passaram e o navio permaneceu sendo avistado por aí, sempre preso em um bloco de gelo.

O Governo do Alasca iniciou, em 2006, iniciou uma operação para localizar o “navio fantasma do Ártico”, mas por incrível que pareça, nada foi encontrado.

4 – Octavius

Mistérios do Mundo

Mais uma história simplesmente aterrorizante sobre navios fantasmas: encontrado em 1775 na Groelândia por um grupo de pessoas, este navio abrigava milhares de tripulantes mortos.

O comandante na cabine parecia estar escrevendo algo em um diário, ao lado de uma mulher com uma criança em uma manta e um homem segurando um barril de pólvora.

Rapidamente o grupo saiu da embarcação e um deles conseguiu pegar o diário em que o capitão “escrevia”: 13 anos antes da data em que o navio havia sido descoberto, o capitão escreveu que tomariam um atalho e que teriam ficado presos no gelo. Assustador!

3 – MV Joyita

Construído em 1931 para Roland West, diretor de filmes de Los Angeles, este iate de luxo serviu durante Segunda Guerra Mundial como um barco de patrulha emprestado. O barco, mesmo com problemas técnicos, saiu à deriva com 25 pessoas a bordo incluindo funcionários do governo, crianças e um cirurgião.

Um mês depois o navio foi misteriosamente encontrado à deriva em mais de 1000 km de distância, cheio de manchas de sangue no chão, com os rádios em frequência internacional de socorro e os relógios todos parados às 10:25. Que medo!

2 – Eliza Battle

Mistérios do Mundo

Também de um luxo sem igual, esta embarcação era propriedade da realeza em 1852, sendo frequentada por presidentes e grandes investidores em suas festividades.

Um fato intrigante é que em uma noite fria de fevereiro de 1858, um misterioso incêndio se alastrou por toda a estrutura da embarcação em fardos de algodão no convés principal. Fora de controle, o navio afundou matando todos os que estavam dentro: homens, mulheres e crianças.

Havia cerca de 100 passageiros a bordo e seus restos permanecem a 8 metros de profundidade. Um fato intrigante é que muitas pessoas, durante a lua cheia em que a maré sobe, afirmam que o “Battle voltou a navegar”, soltando fogos de artifício e com música de violinos à bordo.

1 – RMS Queen Mary

Este navio é conhecido por ter navegado o Atlântico Norte entre 1936 a 1967, servindo de navio de cruzeiro e escolta aos britânicos durante a Segunda Guerra Mundial. A embarcação é conhecida no mundo inteiro por suas visões de fantasmas e atividades paranormais inexplicáveis.

Diz-se que a porta 13 da sala de motor tem o fantasma de um homem que morreu esmagado durante a perfuração de uma porta sólida. O pior de tudo é que muitos visitantes afirmaram tê-lo visto, vestindo um macacão azul, junto com outros fantasmas de mulheres de maiô de moda antiga no local.

O pior de tudo são as pegadas misteriosas de água, enquanto a piscina estava vazia.

Outra mulher, muito pálida, é vista com frequência dançando entre as sombras, sozinha. Existem diversos relatos de milhares de visitantes que coincidem entre si e são simplesmente assustadores!

Comentários
Carregando...