Esses são os 6 transtornos mentais que as pessoas modernas mais enfrentam

O número de indivíduos que sofrem de doenças mentais em todo o mundo continua a crescer: segundo a World Health Organization, 1 a cada 4 pessoas mundialmente é afetada por algum tipo de transtorno. Caracterizada pelo que as pessoas experimentam em sua mente, mas às vezes envolvendo sintomas físicos e o bem-estar emocional, a causa de muitos distúrbios mentais ainda está por ser descoberta. Porém e felizmente, muitos dos sintomas são cientificamente compreendidos.

A seguir, você verá 6 dos transtornos mentais mais comuns, os quais podem se manifestar simultaneamente. Veja a seguir:

6 – Transtorno do déficit de atenção

© Depositphotos

Transtorno de déficit de atenção com hiperatividade é um transtorno do desenvolvimento que geralmente se manifesta já na infância. Uma pessoa com esta síndrome tem dificuldade em se concentrar, não consegue controlar sua impulsividade, o que torna impossível permanecer em um estado calmo por muito tempo e, em geral, ela tem dificuldade em lidar com tarefas que requerem foco e concentração.

Sob a influência do aumento do estresse, o TDAH se torna ainda mais complicado na universidade ou ao se candidatar a uma vaga de emprego. Felizmente, tanto o déficit de atenção quanto a hiperatividade são geralmente tratados com segurança com certos medicamentos e/ou psicoterapia.

5 – Transtorno de personalidade borderline

© Depositphotos

Esse distúrbio às vezes também é chamado de transtorno maníaco-depressivo ou transtorno bipolar. É caracterizada por mudanças de humor rápidas e descontroladas em uma ampla gama – da alegria violenta a um estado letárgico de apatia ou vice-versa. Pessoas sem conhecimento frequentemente percebem o comportamento de pessoas com esse transtorno como um sinal de mau caráter.

Elas são sensíveis, impulsivas, inconsistentes e sofrem de explosões incontroláveis ​​de raiva, seguidas quase imediatamente de arrependimento. Ao mesmo tempo, elas rapidamente se apegam às pessoas e adotam facilmente seus gostos e opiniões, já que elas não conseguem manterem-se estáveis devido à sensação interminável de caos. O transtorno bipolar também é passível de medicação como também deve ser tratado com terapias.

4 – Depressão

© Depositphotos

A depressão sem dúvida desempenha um dos papéis mais sérios da vida moderna. Em primeiro lugar, esse estado não tem nada a ver com episódios periódicos de tristeza e apatia, que podem ocorrer com todos nós. A linha entre apenas um mau humor e a depressão é desenhada quando a condição começa a ter um efeito devastador na vida diária de uma pessoa.

Os cientistas acreditam que a tendência a estados depressivos é frequentemente transmitida geneticamente, mas os eventos da vida, é claro, são de considerável importância, agindo como gatilho para desenvolver a doença. Além disso, as alterações químicas e hormonais no corpo que uma pessoa sofre durante a puberdade são em parte culpadas. Sinais de depressão ignorados na maioria das vezes se tornam causa de suicídios. É extremamente importante buscar ajuda profissional e orientação para identificar as causas desse estado.

3 – Transtorno obsessivo-compulsivo

© Depositphotos

O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é um transtorno mental que afeta pessoas de todas as idades e se manifesta fazendo a pessoa ficar refém de ciclos de ideias obsessivas (pensamentos e imagens incontroláveis ​​e assustadoras) e ações (tentativas desesperadas de distrair de si mesma / reduzir o impacto de pensamentos obsessivos).

Esse distúrbio pode ser tanto episódico quanto crônico e, muitas vezes, anda de mãos dadas com o transtorno de ansiedade. A maioria das pessoas sofre de pensamentos ou ações obsessivas de tempos em tempos, mas isso não significa que tenham TOC. A doença é diagnosticada quando um distúrbio comportamental é muito forte, sendo necessário muito tempo e esforço para resolvê-lo, não permitindo que uma pessoa leve uma vida diária normal.

2 – Ansiedade

© Depositphotos

Enquanto a ansiedade comum pode ser experimentada por qualquer pessoa de tempos em tempos (o que é considerado perfeitamente normal), pacientes com transtorno de ansiedade ultrapassam todos os limites, substituindo todas as outras experiências e interferindo na vida normal. Dependendo das características distintivas, a ansiedade pode assumir a forma de outros transtornos mentais, como agorafobia, ataque do pânico, fobia social, transtorno obsessivo-compulsivo, etc.

Os sintomas padrões da ansiedade incluem estresse agudo, bem como uma inquietação incontrolável e muitas vezes irracional, que é desproporcional aos problemas que realmente existem na vida de uma pessoa. Felizmente, existem muitos tratamentos eficazes para esta doença. E o primeiro passo é consultar um profissional qualificado.

1 – Distúrbios alimentares

© Depositphotos

Distúrbios alimentares (anorexia, bulimia, gula, etc.) são algumas das doenças psicológicas mais comuns, desencadeada principalmente por padrões persistentes e muitas vezes irrealistas de beleza. Mais de 30 milhões de pessoas nos Estados Unidos sofrem de transtornos alimentares (mulheres sendo duas vezes mais propensas que os homens), sem mencionar o resto do mundo.

Assim como os problemas associados ao abuso de substâncias e outros vícios, a obsessão com a comida de uma forma ou de outra prejudica o bem-estar mental e físico, o que faz com que a questão tenha que ser abordada o quanto antes. A progressão de hábitos alimentares conflitantes, como comer em excesso ou má nutrição, que levam a um declínio acentuado ou ganho de peso e a rejeição quase completa de comer logo levarão à interrupção de toda a atividade do corpo se não for tratada, o que pode levar a problemas ainda mais sérios.

[ADME] [WHO]

Comentários
Carregando...