Esse vídeo assustador será capaz de aterrorizar até quem não sofre de aracnofobia

Se você, como a maioria das pessoas é claro, ama tarântulas, então as imagens a seguir certamente irão fazer você sentir uma paz interior… Ok, chega de ironia: a maioria das coisas vivas precisam fazer bebês para se reproduzirem e, quando se trata de tarântulas, as coisas podem ficar realmente bastante assustadoras.

Sendo assim, um vídeo postado pela Deadly Tarantula Girl, apresentado por Marita Lorbiecke, mostra os descendentes de duas tarântulas brasileiras vermelhas e brancas (Nhandu chromatus).

Primeiro, ela remove o invólucro de ovos da mãe; depois menciona que o invólucro branco macio de aranhas havia crescido por 28 dias, antes de cortá-lo com algumas pinças e tesouras para revelar seu conteúdo. Daí, aparecem então os bebês da aranha, e Lorbiecke estima que sejam mais de 1.000 em número. A filmagem é tanto fascinante, assustadora como perturbadora de uma só vez.

Esse vídeo foi publicado em abril, então a maioria desses filhotes deve estar no mínimo um pouco maior agora. Algumas tarântulas podem viver até 20 anos e as brasileiras vermelhas e brancas podem crescer até 17 centímetros.

Se você – por algum motivo – adorou ver esse “saco” de ovos de aranha se abrindo e quer mais, o Australian Reptile Park conseguiu abrir um invólucro cheio de aranhas-teia-de-funil (Atrax robustus) de Sydney – uma das aranhas mais tóxicas do mundo. Veja só:

Sabemos que as aranhas são assustadoras para muitas pessoas, mas devemos nos lembrar de que esses artrópodes são uma parte vital do ecossistema do nosso mundo e merecem ser protegidos.

De fato, várias espécies de tarântulas estão ameaçadas, portanto, apesar dos pelos, das muitas pernas, do modo assustador de andar e dos milhares de descendentes esquisitões que elas deixam, vale a pena cuidar delas.

[Science Alert]

Comentários
Carregando...