Essas pessoas conseguiram vencer a depressão tem algo importante para dizer a você

“A depressão pode parecer um tópico incontestável para um livro edificante”, diz Daniel Jackon, professor do MIT e autor do novo livro Portraits of Resilience.

“Mas quando eu desenhei essa jornada, tive uma impressão de que os membros da minha comunidade – estudantes, professores e administradores do MIT – teriam mais para compartilhar do que histórias tristes. Talvez, tendo entrado nesse lugar escuro, eles emergiriam com sabedoria e clareza – não apenas sobre a depressão, mas sobre a própria adversidade da vida em si” – completou o autor.

“À medida que minha comunidade universitária lutou para chegar a um acordo com uma série de suicídios e uma pesquisa que descobriu que menos da metade de nossos alunos atendiam aos critérios para uma saúde mental ‘florescente’, me pareceu que aqueles que experimentaram a depressão, a ansiedade, os traumas, ou desafios semelhantes não foram derrubados por esses problemas. Afinal, eles estavam na linha de frente da nossa luta, e suas ideias e experiências são capazes de ajudar a todos”.

Com isso em mente, Daniel decidiu criar um livro, “Retratos de Resiliência” em tradução livre, para capturar os rostos e as histórias daqueles que enfrentaram lutas contra sua saúde mental. Ele espera que a série resultante de retratos traga “força e tranquilidade para aqueles que estão sofrendo, e uma compreensão mais profunda para todos nós acerca do problema”.

Essas pessoas conseguiram vencer a depressão tem algo importante para dizer a você. Veja só:

14 – Emily Tang

“Eu sou melhor para mim mesma agora, o que é uma grande coisa. Agora, é menos importante que eu tire um tempo egoísta para mim mesma. Eu sou melhor em lutar contra o monstro da ansiedade. Eu sou melhor para vencer a depressão, diariamente. Não sou perfeita nisso, mas considerando o fato de ter chegado à metade das aulas durante as três últimas semanas, e ter ficado deprimida no último semestre… é, acho que fiquei, sim. Se isso acontecesse há dois anos, não teria ido a nenhuma das aulas. Eu teria acabado de desaparecer do mapa. Estou conseguindo”.

13 – Justin Bullock

“Cheguei a dormir de treze a dezesseis horas por dia. Quando penso naquele tempo, o pensamento mais doloroso é que eu pude ver que meus amigos estavam tentando tanto me ajudar… Eles entravam no meu quarto e eu só olhava o computador e não os olhava e não falava com eles. Eu simplesmente não podia, ou não… Eles iam embora e eu gostaria que eles ficassem. Mas por que eles ficariam quando eu não estava interagindo com eles?”

12 – Anita Hom

 

“O que você vê em outras pessoas não é tudo o que existe. Você pode estar pensando que todos os outros que o cercam têm isso, mas eles realmente não vivem assim. Você descobrirá isso. Eu costumava pensar que o objetivo era ser perfeita e que todos esperavam que eu fosse perfeita. Eu não me sinto mais dessa maneira. Posso fazer coisas que estão erradas, não há problema algum. Posso cometer erros e lamentar sobre eles e pedir desculpas por eles…não se trata de ser perfeita. Esse não é o objetivo, isso não é humano”.

11 – Eva Breitenbach

“A parte realmente difícil era que eu estava me sentindo como se não pudesse me comunicar com as pessoas à minha volta. Fiquei bastante quieta, mas sorria muito. Meu sorriso era como uma careta e não era reconhecível como um sorriso. Isso me deixou muito consciente de mim mesma, então eu geralmente não fazia nenhuma expressão, porque se meu rosto estivesse descansando, aí não podia dizer que nada estava acontecendo”.

10 – John Belcher

“O que eu não percebi foi a importância de se envolver com as pessoas. A depressão acontece quando você fica preso dentro de sua própria cabeça. Você tem que sair da sua cabeça, porque sua cabeça é um lugar muito estranho. Se você está conectado às outras pessoas, é possível obter uma perspectiva maior sobre seus problemas e afastar-se das coisas que levam a essa espiral descendente. É uma maneira muito melhor de viver”.

9 – Haley Cope

“Comecei a escrever a história da minha vida e a tentar entender o que deu errado. Minha intenção era escrever essa história e depois me suicidar. Mas eu não tinha terminado a história quando chegou a hora do que eu planejei. A sensação de não ter terminado algo é muitas vezes o que me impediu”.

8 – Lydia Krasilnikova

“A mente é como o solo de uma floresta. Quanto mais você caminha, mais profundo chega e é mais fácil andar novamente. Quando eu não estava tão bem, havia um caminho caindo na infelicidade, e quanto mais eu caminhava sobre ele, mais profundo era esse caminho”.

7 – Samuel Jay Keyser

“Um médico entrou no meu quarto. Ele ficou no pé ao lado da minha cama. Ele estava com uma prancheta, um estetoscópio, tinha uma plaquinha com o nome, um casaco branco e todos os atributos de sua autoridade, e disse: ‘Sr. Keyser, sua operação foi um sucesso, mas sinto muito dizer-lhe que nunca mais irá caminhar’. Agora, quando ele disse isso para mim, o que eu disse dentro da minha cabeça era foi um “f**a-se”. Mas o que eu disse a ele foi: ‘Sinto muito por ouvir isso’”.

6 – Grace Taylor

“Ter essa experiência com a depressão me permitiu ter mais compreensão de que a vida é complicada e aceitar esse fato. Além disso, quando as pessoas estão lidando com problemas semelhantes, eu sempre hesito em dizer ‘Oh, você está deprimido’. Eu nunca quero presumir que todos experimentaram a minha experiência, mas certamente sinto que isso pode acontecer com qualquer um”. 

5 – Karen Hao

“A parte mais assustadora da minha depressão estava me olhando no espelho e não reconhecendo mais quem eu era”. 

4 – Mary Tellers

“Você tem que acreditar que há uma luz no final do túnel. Não tenho certeza de que ela existe para todos. A doença não é algo que as pessoas sempre se livram, mas eu acreditei que poderia, e pode ser por isso que estou tão bem agora. Talvez eu não seja ótima para sempre, mas se eu alguma vez estiver naquele poço escuro novamente, eu tenho as ferramentas para sair dele”.

3 – Barbara Johnson

“Sempre tem algo acontecendo. Todo mundo terá alguma coisinha. Ninguém é imune. Eu digo às pessoas: ‘se alguém lhe disser que não tem nada, então está mentindo’. De verdade. Todos têm desafios, certo?”

2 – Sathya Silva

 

“Eu perdi toda a minha confiança e unidade e tudo o que me faz quem eu sou. Eu me tornei um zumbi que viu apenas o pior nas pessoas. Olhando para trás, não posso culpar meus amigos por não quererem sair comigo. Percebi que precisava de uma mudança”.

1 – Dylan Soucup

“Em nenhum momento eu procurei tratamento formal de saúde mental, mas ao mesmo tempo, se eu olhar para trás, eu tinha tratamento de saúde mental, de certa forma, através dos meus colegas. Eu tive aconselhamento algumas vezes nesses pequenos momentos em que meus colegas puderam estar lá para mim, conversar sobre como eles estavam lidando com isso, quais eram suas emoções na época, compará-los com as minhas e conhecer, no final, que todas eram boas emoções”.

Afinal, somos seres humanos. A única dor é, na verdade, não sentir nada. Caso você esteja enfrentando uma depressão, tenha certeza de que nunca estará sozinho e que, independentemente de como se sinta, tudo isso irá passar.

[Metro]

Comentários
Carregando...