Essa mulher bebe o sangue de seu namorado uma vez por semana

Desde o lançamento de Crepúsculo, muitas pessoas novamente se tornaram amantes do sobrenatural, e muitas mulheres se apaixonaram pela fantasia de amar um lobisomem ou um vampiro… ou qualquer coisa que fosse anormal. Não é difícil encontrar garotas de vinte e poucos anos que durante a adolescência eram apaixonadas por Edward Cullen, por exemplo. No entanto, fantasias à parte, sabemos que vampiros não existem, certo?

Mais ou menos…

1

Tente dizer isso para essa mulher, que não apenas tem o hábito bizarro de beber o sangue de seu namorado regularmente, como também evita o sol há 20 anos.

Todos (por bem ou por mal) conhecem a história de Crepúsculo, onde a humana Bella se apaixona pelo vampiro Edward, vivendo uma espécie de amor proibido.

Summit Entertainment
Summit Entertainment

Conheça agora Georgina Condon, uma maquiadora profissional e… bem, uma vampira.

Instagram
Instagram

O ‘Daily Mail Australia’ informa que a mulher, quando tinha 12 anos, diz ter passado a sentir ‘sede’ por sangue. Também afirma que ficou longe do sol durante os últimos 20 anos. Agora, com 39 anos, bebe o sangue de seu namorado pelo menos uma vez por semana.

Condon possui um transtorno sanguíneo conhecido como talassemia. Devido a sua anemia e insuficiência de ferro, ela precisa de transfusões de sangue para sobreviver – ainda que, obviamente, esse sangue não precisa ser ingerido da forma como ela faz.

Entretanto, Condon diz que, para ela, beber sangue gera um prazer tão grande quanto o sexo.

O ‘Daily Mail Australia’ informa que a mulher, quando tinha 12 anos, diz ter passado a sentir ‘sede’ por sangue. Também afirma que ficou longe do sol durante os últimos 20 anos. Agora, com 39 anos, bebe o sangue de seu namorado pelo menos uma vez por semana.

Condon possui um transtorno sanguíneo conhecido como talassemia. Devido a sua anemia e insuficiência de ferro, ela precisa de transfusões de sangue para sobreviver – ainda que, obviamente, esse sangue não precisa ser ingerido da forma como ela faz.

Entretanto, Condon diz que, para ela, beber sangue gera um prazer tão grande quanto o sexo.

O namorado de Condon deixa que ela beba seu sangue diretamente de uma ferida. De acordo com a garota, esse hábito não é diário, pois a carga seria muito alta para seu corpo. Ela tenta manter o vício pelo menos uma vez por semana.

Facebook
Facebook

Em relação a seu hábito de não tomar sol, ela o justifica pelo fato de possuir dermatite solar.

Veja também: Mais do autor

Comentários

Carregando...