Essa empresa mexicana transforma abacates em itens descartáveis que se decompõem em 240 dias

À medida que o consumismo aumenta, também aumentam as variedades estonteantes de embalagens de plástico jogadas em lixeiras de reciclagem. E enquanto desejamos que um milagre transforme esse velho lixo em algo novo, a realidade é que o desperdício que resta do frenesi das compras, principalmente em datas festivas, é mais provável do que nunca de acabar em um aterro ou incinerador.

Se nos preocupássemos com o fato de que quase todo o plástico produzido até hoje ainda existe de alguma forma e não vai desaparecer por milhares de anos, provavelmente nos responsabilizaríamos com a redução, a reutilização e um estilo de vida de reciclar. Felizmente para nós, algumas empresas pioneiras estão tornando mais fácil para vivermos de acordo com esse lema, como a Biofase, uma empresa mexicana que usa abacates para criar itens descartáveis.

Quando Scott Munguía começou a estudar engenharia química, ele nunca pensou que acabaria revolucionando a indústria biodegradável. Tudo começou com um projeto de uma aula, mas transformar abacates em utensílios reutilizáveis ​​não era apenas uma boa ideia para tirar uma nota 10, era também uma ótima ideia de negócio.

Aproveitando esta oportunidade, Scott e dois amigos fundaram a Biofase. A empresa recolhe abacates, que fazem grande parte do lixo industrial mexicano e assim eles basicamente os interceptam antes de serem descartados pelas empresas de produção de guacamole e abacate, os transformando em utensílios.

Eles produzem facas, garfos, colheres e canudos que são 100% biodegradáveis ​​e se decompõem em 240 dias, ao contrário dos milhares de anos que o plástico leva para se degradar.

“Tudo o que existe na terra faz parte de um ciclo natural. O problema do plástico é que ele não pertence a nenhum desses ciclos”, explica Scott. Mas, neste caso, os produtos são feitos de bioplástico que pode ser absorvido pela natureza e tornar-se útil novamente para a terra.

A empresa já se tornou grande e continua crescendo. Eles fabricam entre 300 e 400 toneladas de talheres e canudos por ano e planejam lançar uma linha de pratos e embalagens para alimentos. E como boas ideias se espalham rapidamente, a Biofase agora exporta para seus vizinhos da América Central, os EUA e partes da Europa.

[Bright Side]

Comentários
Carregando...