Essa é a triste e brutal história de Grady Stiles, o “Maligno Menino Lagosta”

Nascido em Pittsburgh, Pensilvânia, em 1937, Grady Stiles Jr., também conhecido como “Menino Lagosta”, levou uma vida interessante e ao mesmo tempo brutal, daquelas que abrem debates complexos a respeito da educação, ética e saúde mental.

Grady nasceu com uma condição médica rara conhecida por correr em sua família chamada ectrodactilia. Mais comumente conhecida como “Síndrome da Garra da Lagosta”, a ectrodactilia é uma condição na qual uma pessoa nasce sem os dedos do meio e os dedos de cada lado de onde deveriam estar se fundem. O resultado é que as mãos parecem garras de lagosta. Os pés também são às vezes afetados, como foi o caso de Grady.

O pai de Grady também sofria com a doença e viajou o país se apresentando em shows como o “Homem Lagosta”. Ele não perdeu tempo para trazer Grady ao seu universo, nomeando-o “Menino Lagosta” e colocando-o para trabalhar no meio de “shows de aberrações” – onde várias pessoas com deformidades entretinham o público –  e isso aos 7 anos de idade!

Vida conturbada

Grady Stiles foi um sucesso instantâneo no campo de “freak shows” e cresceu tornando-se uma pessoa bastante forte fisicamente. Embora ele não pudesse andar, ele se empurrava em uma cadeira de rodas e aprendeu a engatinhar em seus membros, o que o levou a desenvolver incrível força na parte superior do corpo.

Enquanto trabalhava nesses show de aberrações, o Garoto Lagosta conheceu uma jovem chamada Mary Teresa. Embora ela não sofresse de nenhuma mutação, ela fugiu para se juntar ao show aos 19 anos e se apaixonou por Grady. Os dois se casaram e tiveram vários filhos juntos, dois dos quais herdaram a ectrodactilia de Grady.

Por um período, eles se apresentavam como a Família Lagosta, mas as coisas começaram a decair quando Grady começou a beber. Conhecido por ficar violento ao beber, o Menino Lagosta supostamente espancava sua esposa e filhos por anos, até uma noite de 1973. Naquela noite, Grady brigou com Mary, jogou-a no chão e arrancou seu dispositivo intrauterino de seu corpo com as próprias mãos. Ela prontamente se divorciou dele. Grady Stiles acabou se casando novamente, embora sua segunda esposa também terminasse em divórcio com ele mais tarde.

Apesar de ter continuado sendo violento quando bêbado, Grady Stiles viveu uma vida relativamente tranquila até 1978. Nesse momento, ele se tornou o centro das atenções novamente: quando sua filha mais velha se apaixonou por um homem que Grady não aprovou, ele matou seu pretenso noivo com uma espingarda na véspera do casamento.

Consequências

Não havia dúvidas sobre a culpa de Grady quando ele confessou livremente o crime, mas ele nunca cumpriu pena. Embora ele tenha sido considerado culpado em 1979, a vida de alcoolismo e cigarro de Grady tinha vindo cobrar seu preço. Ele tinha cirrose do fígado e enfisema, além de sua ectrodactilia. Portanto, foi determinado que ele não receberia atendimento médico adequado na prisão. Embora ele tenha sido condenado por assassinato, Grady foi condenado a apenas 15 anos de liberdade condicional.

Desviar da prisão deixou o Menino Lagosta arrogante, de modo que ele ameaçava as pessoas dizendo que poderia matá-las e fugir ileso, já que já havia passado por isso. O veredicto teve um grande impacto sobre a primeira esposa de Grady, Mary, que inexplicavelmente acabou se casando com ele novamente em 1989. Seu temperamento doentil quando bêbado, juntamente com um sentimento de invencibilidade de escapar com o assassinato, tornou Grady ainda mais abusivo do que era antes.

Morte

Em 1992, Mary decidiu que já bastava o abuso de Grady. Ela pagou a sua amiga e vizinha Chris Wyant com 1.500 dólares para matar seu marido. Wyant cometeu o assassinato, atirando em Grady na cabeça enquanto assistia televisão em sua casa na Flórida. Assim como ocorreu com Grady, Wyant foi julgada pelo assassinato e foi considerada culpada, sendo condenada a 27 anos de prisão pelo assassinato. Mary também foi condenada, recebendo uma sentença de 12 anos de prisão.

Com a morte de Grady, houveram comentários controversos a respeito dele. Alguns na comunidade do show de aberrações confirmam que ele era um homem doentio e chegaram a compará-lo a satanás. Outros o reverenciam como um empresário inteligente que passou de funcionário a dono de negócios. Muitos afirmam que Mary deveria simplesmente ter se afastado, mas o ódio acumulado provavelmente tomou conta e o fim do pequeno menino com “mãos de lagosta” finalmente tinha chegado.

[Historic Mysteries]

Comentários
Carregando...