Enfermeira explica por que os pacientes experimentam o “olhar da morte” momentos antes de morrer

por Lucas Rabello
0 comentário 585 visualizações

Julie McFadden, uma enfermeira de cuidados paliativos de Los Angeles, EUA, revela algo que muitas pessoas não sabem sobre as semanas que antecedem o falecimento de alguém. Ela é famosa no TikTok e no YouTube por seus conselhos diretos a cuidadores e famílias sobre o que esperar antes de um ente querido morrer. Desta vez, ela compartilhou uma história sobre a visita a um casal onde o marido estava passando pelo que ela chama de “Olhar da Morte” e “Visões”.

Julie visitou um homem com demência que estava, como ela diz, “agradavelmente confuso”. Durante o tempo que passaram juntos, ele continuava olhando para um ponto específico na sala e sorrindo, como se estivesse vendo algo que o deixava feliz. Mesmo quando ele voltava momentaneamente à realidade, ele sempre voltava a olhar e sorrir para o mesmo ponto.

Julie tentou estalar os dedos e chamar seu nome para interromper o olhar, mas nada funcionou. Então, ela conversou com a esposa dele sobre o que estava percebendo. A esposa revelou que seu marido estava olhando para o vazio há uma semana. Por causa dos problemas de memória dele, ela não tinha contado que sua irmã havia morrido semanas antes. Mas quando finalmente reuniu coragem para contar, ele a surpreendeu dizendo que já sabia. Ele afirmou que a irmã dela tinha visitado ele e contado pessoalmente.

Julie diz que esse “olhar da morte” é algo que ela já viu muitas vezes em outros pacientes. É um momento em que o paciente apenas olha para o espaço e não desvia o olhar, não importa o que você tente. Combine isso com a “visão” de entes queridos falecidos, e geralmente significa que o paciente está em suas últimas semanas.

Julie explica: “Não temos ideia de por que isso acontece. Não estamos afirmando que eles realmente estão vendo essas pessoas. Não temos ideia. Mas como profissional de saúde que está nessa área há muito tempo, posso dizer que isso acontece o tempo todo.”

Toda a cena se desenrola assim: o paciente está sentado lá, aparentemente distraído, e você pensa que ele está apenas perdido em pensamentos. Mas então ele começa a sorrir e se concentrar em um ponto na sala, agindo como se estivesse vendo algo que você não pode ver. É assustador, mas também meio bonito. A ideia de que talvez, apenas talvez, eles estejam recebendo visitas de entes queridos que já faleceram.

Quando Julie tenta tirá-los desse estado, ela não está fazendo isso para ser cruel. Ela está apenas tentando ver se eles estão responsivos. Mas nada funciona. Eles permanecem fixados naquele olhar, sorrindo para algo que só eles podem ver. É um sinal bastante forte de que estão se aproximando do fim de sua jornada.

Julie não adoça a realidade. Ela já viu de tudo e é franca sobre as realidades da morte e do morrer. Suas histórias não têm a intenção de assustar as pessoas, mas de prepará-las para o que está por vir. Ver um ente querido em suas últimas semanas pode ser difícil, mas entender esses sinais pode ajudar as famílias a saber o que esperar e talvez encontrar um pouco de conforto em saber que seu ente querido pode estar vendo algo ou alguém que o faz feliz.

Inscreva-se no canal Mistérios do Mundo no YouTube

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados