Encontrada a primeira de dinossauro de 99 milhões de anos preservada em âmbar

Tudo o que conhecemos a respeito dos dinossauros pode sofrer grandes alterações a partir dessa incrível descoberta: foi em Mianmar no ano passado que o paleontólogo Lida Xing acabou por descobrir a primeira cauda de dinossauro, que data de 99 milhões de anos atrás, preservada em âmbar.

A cauda ainda possui penas nitidamente bem preservadas, que parecem ser coloridas, e possui um comprimento de 4 polegadas.  Os pesquisadores envolvidos acreditam que esta é uma espécie de coelurossauros juvenis, um dos primeiros dinossauros terópodes que não teriam uma idade inferior a 99 milhões de anos, segundo os cientistas.

O tamanho da cauda corresponde ao tamanho dos pardais de hoje e, segundo o achado, o animal haveria perdido essa parte de seu corpo ou ter sido morto por algum outro dinossauro, já que o restante do corpo não foi encontrado.

Esta é a primeira vez na história em que os cientistas foram capazes de encontrar um esqueleto preservado de um dinossauro. Até então, os paleontólogos puderam detectar apenas os restos das asas das aves que viveram na era dos dinossauros, porém essa descoberta revolucionária nos dá uma grande revolução na paleontologia moderna, comprovando que muitos dinossauros de fato possuíam penas.

Esta é só mais uma das provas de que pouco sabemos sobre o nosso planeta e coisas incríveis aguardar ser descobertas.

Veja mais imagens impressionantes neste vídeo feito pela National Geographic:

[Offigeno]

Comentários
Carregando...