Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

Empresa norte americana começará procedimentos para ressuscitar os mortos

Um julgamento inovador para ver se é possível regenerar o cérebro de pessoas mortas, ganhou a aprovação dos “cães de guarda” da saúde.

O especialista indiano Dr. Himanshu Bansal, trabalhando com as empresas Biotech Revita Life Sciences e Bioquark Inc, recebeu a permissão ética para recrutar 20 pacientes que foram declarados clinicamente mortos por uma lesão cerebral traumática, para testar se partes de seu sistema nervoso central podem ser trazidas de volta à vida.

Mistérios do Mundo

Os cientistas usarão uma combinação de terapias, que incluem injeção no cérebro com células-tronco e um coquetel de péptidos, bem como a implantação de lasers e técnicas de estimulação nervosa que tem tirado pacientes do coma.

Os participantes do teste serão os já certificados como mortos e apenas mantidos vivos através do suporte vital. Eles serão monitorados por vários meses usando equipamentos de imagem cerebral para procurar sinais de regeneração, particularmente na parte superior da medula espinhal – a região mais baixa do tronco encefálico que controla a respiração e os batimentos cardíacos independentes.

Mistérios do Mundo

A equipe acredita que as células-tronco do cérebro podem apagar sua história e reiniciar a vida de novo, com base em seu tecido circundante – um processo observado no reino animal em criaturas como salamandras que podem regenerar membros inteiros.

O Dr. Ira Pastor, CEO da Bioquark Inc., disse: “Isso representa o primeiro julgamento de seu tipo e outro passo para a eventual reversão da morte em nossa vida. Acabamos de receber aprovação para os nossos primeiros 20 indivíduos e esperamos começar a recrutar pacientes imediatamente a partir deste primeira situação – estamos trabalhando com o hospital agora para identificar famílias onde pode haver uma barreira religiosa ou médica para a doação de órgãos.”

“Para empreender uma iniciativa tão complexa, estamos combinando ferramentas de medicina regenerativa biológica com outros dispositivos médicos existentes, tipicamente usados ​​para estimulação do sistema nervoso central, em pacientes com outros distúrbios graves da consciência. Esperamos ver resultados nos primeiros dois a três meses”.

 

Mistérios do Mundo
Os pacientes serão monitorados usando varreduras de ressonância magnética por vários meses.

O Projeto ReAnima acaba de receber aprovação na Índia, e a equipe planeja começar a recrutar pacientes imediatamente.

O primeiro estágio, chamado “First In Human Neuro-Regeneration & Neuro-Reanimation”, será um “teste de conceito” não aleatorizado, de um único grupo e ocorrerá no Hospital Anupam em Rudrapur, Uttarakhand na India e será liderado pelo Dr. Himanshu Bansal da Revita Life Sciences.

O Dr. Bansal disse que já teve algum sucesso com dois pacientes no Golfo e na Europa. “Nós até oferecemos o mesmo protocolo para um casal de indivíduos com mortes cerebrais no Golfo e na Europa”, acrescentou o Dr. Bansal. “Eles ainda estão em um estado consciente mínimo, mas quem sabe que eles podem sair e ter uma vida humana útil e consciente.”

Dr. Pastor acrescentou: “É uma visão nossa de longo prazo que uma recuperação completa desses pacientes é uma possibilidade, embora esse não seja o foco desse primeiro estudo – mas é uma ponte para essa eventualidade. Salvar indivíduos pode ser útil, mas é um longo caminho para ressuscitar todo um cérebro trabalhando, em um estado funcional e intacto”. [Telegraph][Laboratory Equipment]

Comentários
Carregando...