Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

Misterioso planeta 10 pode estar escondido atrás de Plutão

Existem oito planetas em nosso sistema solar, até onde sabemos. Mas podem haver mais. Astrônomos têm explorado evidências de um possível Planeta 9, mas um novo estudo sugere que poderia haver mais um outro à espreita nos limites distantes do sistema solar: um potencial Planeta 10.

O estudo, que será publicado no Jornal Astronômico, chama-se “O curioso plano curvado e distorcido do cinturão de Kuiper”. Mas existem grandes implicações. O Cinturão de Kuiper é uma região do sistema solar que se estende além da órbita de Netuno. Está cheio de corpos celestes gelados, incluindo o planeta anão Plutão. De acordo com a NASA, a área “provavelmente é povoada com centenas de milhares de corpos celestes gelados com mais de 100 km de largura e uma estimativa de 1 trilhão ou mais de cometas”.

Os pesquisadores analisaram as inclinações orbitais de mais de 600 objetos gelados do Cinturão de Kuiper e descobriram que os objetos nos arredores do cinturão estão inclinados de forma diferente do que seria esperado. “Em outras palavras, algo desconhecido está deformando o plano orbital médio do sistema solar externo”, observou a Universidade do Arizona em um comunicado de imprensa.

A co-autora do estudo, Kat Volk, do Laboratório Lunar e Planetário da Universidade do Arizona, acredita que uma massa invisível seja a explicação mais provável para a anomalia. “De acordo com nossos cálculos, algo tão maciço como Marte seria necessário para causar a distorção que medimos”, diz ela.

Os pesquisadores acreditam que o Planeta 10, se estiver lá fora, estaria em algum lugar entre a massa de Marte e Terra.

Poderiam as inclinações inesperadas de todos esses distantes objetos aos arredores do Cinturão de Kuiper terem sido causadas pelo Planeta 9? Os pesquisadores dizem “não”. O Planeta 9, que pode ter 10 vezes a massa da Terra, é projetado para estar muito distante para impactar esses objetos.

Enquanto enviamos uma nave espacial para planetas próximos, como Marte e Júpiter, o alcance do Cinturão de Kuiper continua sendo um lugar bastante misterioso. As limitações de nossas tecnologias de telescópios atuais podem fazer com que percamos de vista um planeta inteiro à espreita lá fora. Os pesquisadores esperam que o altamente avançado Grande Telescópio de Levantamento Sinóptico, programado para funcionar em 2020, ajudará a responder perguntas sobre a existência do Planeta 10.[Cnet]

Comentários
Carregando...