E se a Terra ficasse completamente sem gravidade durante cinco segundos?

Versão em vídeo:

Versão em texto:

Se você gosta de filmes que mostram cenários apocalípticos, você já deve ter visto milhares de formas diferentes com as quais o mundo como o conhecemos pode terminar. Desde enchentes até zumbis, são muitas as maneiras de imaginar o fim do nosso planeta, mas alguma vez você já parou para pensar em como seria se a Terra perdesse uma de suas propriedades mais importantes: a gravidade?

Talvez você já tenha visto diversas obras de ficção que mostram astronautas na Lua ou em planetas com gravidade diferente da nossa, mas e se por apenas cinco segundos a Terra fosse totalmente privada da gravidade?

Bem, antes de tudo é bom lembrar que a gravidade é responsável por manter os objetos presos ao solo, e é ela que faz com que os seres humanos, assim como outros animais, permaneçam “presos” ao solo. A força gravitacional depende diretamente da massa do corpo que a produz, e é por isso que a gravidade exercida pela Terra é bem maior do que a da Lua, por exemplo. E é por isso que os astronautas tendem a “quicar” no solo da Lua, como você já pode ter visto nas obras de ficção científica. Como a gravidade da Lua é mais fraca do que a da Terra, a força com que os corpos são atraídos para o solo é consideravelmente menor.

Mas voltando ao assunto principal: Com gravidade absolutamente zero, mesmo que por um curto período de tempo, todos os objetos (incluindo nós) perderiam completamente o seu peso. Mas isso não quer dizer que nós iríamos simplesmente começar a flutuar. Na verdade, começaríamos a nos mover para o lado, acompanhando o movimento de rotação da Terra, que em condições normais é imperceptível justamente por conta da força gravitacional que nos mantém presos ao solo. Porém, isso nem de longe seria o pior de tudo.

Shutterstock

Sem gravidade, não apenas a Terra deixaria de “empurrar” os seres humanos contra o solo, como também faria o mesmo com outros elementos presentes no nosso planeta, como o oxigênio, a água e a própria atmosfera. Isso traria uma destruição sem precedentes.

Inicialmente, seria possível sentir uma perda gigantesca na pressão, suficiente para fazer literalmente explodir o nosso tímpano. Depois disso, todas as estruturas de concreto seriam desmoronariam como se fossem feitas de areia, já que o oxigênio, indispensável para o concreto se manter firme, se perderia completamente.

Além disso, a perda repentina de oxigênio transformaria todas as moléculas de água (H2O) em gás hidrogênio. Isso inclui, obviamente, a água presente dentro do corpo humano. Essa transformação brusca nas moléculas de água do nosso corpo provocaria explosões em todos os seres humanos.

Passados os cinco segundos, provavelmente se restabeleceriam as condições necessárias para a vida na Terra, mas nós certamente não estaríamos mais aqui para contar a história de quando o nosso planeta, por alguns segundos, perdeu totalmente a sua gravidade.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.