Dormir bem pode evitar resfriados, diz novo estudo

De acordo com um novo estudo, a falta de sono de qualidade pode aumentar seu riscos de pegar um resfriado.

A pesquisa em questão envolveu 164 pessoas saudáveis que utilizavam pulseiras (similares àquelas que usam os atletas) para monitorar seus hábitos de sono. Depois disso, uma gota era colocada no nariz de cada participante, contendo o rinovírus, que causa o resfriado comum. Então, os indivíduos foram mantidos em um hotel, sendo monitorados o tempo todo para analisar quem havia ficado doente.

Depois de cinco dias, 29% dos participantes apresentava coriza, um sintoma típico dos resfriados. O estudo descobriu que as pessoas que haviam dormido menos de 6 horas por noite na semana anterior à que foram expostos ao vírus tinham aproximadamente 4x mais chance de se resfriar, em comparação com os que tiveram 7 horas ou mais de sono por dia. Os pesquisadores alegam que este é o primeiro estudo a mostrar de forma objetiva que a quantidade de sono pode servir como indicador de susceptibilidade a resfriados.

Estudos anteriores encontraram uma ligação entre falta de sono e o risco de resfriados, mas nessas pesquisas os hábitos de sono eram apenas relatados pelos participantes – o que pode colocar à prova os resultados finais.

Acredita-se, no momento, que a falta de sono de qualidade pode afetar o sistema imunológico, mas estudos futuros são necessários para determinar as razões exatas por quais se dá a ligação encontrada nesta pesquisa. No momento também não se sabe se os resultados se aplicam à todas populações.

O estudo foi publicado na edição de setembro da revista ‘Sleep’. [LiveScience]

Comentários
Carregando...