Pular para o conteúdo
Demodex

Demodex: Seu rosto está repleto de milhares de ácaros vivos

Demodex, também conhecidos como ácaros dos cílios, são criaturas minúsculas que são encontradas em cerca de 90% das pessoas. Eles são pequenos demais para serem vistos a olho nu, medindo apenas 0,3 milímetros, e são classificados como aracnídeos, parentes próximos de carrapatos e aranhas.

Apesar de seu nome, que vem das palavras gregas para “gordo” e “verme chato”, eles não são vermes e, na verdade, são aracnídeos.

Demodex

Durante o dia, essas criaturas podem ser encontradas em nossos folículos pilosos, onde se alimentam de sebo ceroso, o óleo que sua pele produz naturalmente para impedir o ressecamento. Isso significa que áreas tipicamente mais gordurosas, como olhos, boca e nariz, tendem a ter mais ácaros rastejando sobre elas do que outras partes do corpo. Portanto, esses bichinhos na verdade ajudam a renovar a pele.

De acordo com um estudo de 1992 publicado na revista Clinical and Experimental Dermatology, os folículos infestados de ácaros podem conter até meia dúzia dessas criaturas ao mesmo tempo, com espaço para ainda mais.

Se isso não for nojento o suficiente, fica pior. Enquanto eles passam os dias escondidos em nossos folículos pilosos, à noite os ácaros rastejam para a superfície de nossa pele para encontrar parceiros, botar ovos e se reproduzir.

Demodex

Se saber que você tem um monte de criaturas parecidas com aranhas correndo em volta de seu rosto o deixou um pouco enjoado, você pode ficar tentado a correr para a pia do banheiro e esfregar sua pele incansavelmente para tentar se livrar deles, mas na verdade vai ser inútil.

Uma vez que durante o dia eles fazem uma casa dentro de nossos poros, torna-se muito difícil lavá-los – daí porque todo mundo os tem.

Michelle Trautwein, entomologista da Academia de Ciências da Califórnia em San Francisco, diz: “Ninguém fica entusiasmado com a ideia inicial de que eles têm aracnídeos no rosto, mas as pessoas costumam ficar curiosas – mesmo com a repulsa”.

Ela acrescenta que “Eles não são perigosos em um sentido amplo porque todos nós os temos e a maioria de nós parece estar coabitando muito bem com eles. Nós os compartilhamos principalmente dentro de unidades familiares, e parece que você provavelmente foi inicialmente colonizado logo depois nascimento, provavelmente por sua mãe e, na verdade, eles ajudam a manter a pele limpa”.