Criatura de 500 milhões de anos coberta de espigas é descoberta

Quando os animais se deparam com um predador desagradável, seu primeiro instinto é correr e se esconder. Há, no entanto, alguns contratempos claros a este método experimentado e testado: A presa tem que ser mais rápida do que seu predador, por exemplo. Para aqueles que não são, uma estratégia de defesa mais inteligente pode evoluir. O tatu tem a sua armadura óssea e o porco-espinho tem seus espinhos. Agora, os pesquisadores podem ter descoberto que os primeiros animais de corpo mole na Terra empregavam um mecanismo de proteção semelhantemente criativo. A criatura, chamada Collinsium ciliosum, ou monstro peludo de Collins, tinha uma espécie de armadura coberta de espigas.

Acredita-se que este animal, descoberto a partir de um fóssil de 500 milhões de anos, é um ancestral dos modernos vermes de veludo. Enquanto o estilo de vida moderno dos vermes de veludo não é particularmente emocionante, o Dr. Javier Ortega-Hernández, um dos principais autores do estudo, diz em comunicado que seus parentes distantes eram “incrivelmente diversos e vinham em uma surpreendente variedade de formas e tamanhos bizarras.”

Este antepassado “excêntrico” ao verme veludo moderno foi encontrado na China. O Collins chinês “não só utiliza suas espigas para se proteger de predadores”; eles também funcionavam como um modo de alimentação especializado. O fóssil estava notavelmente bem preservado, já que os pesquisadores foram capazes de identificar detalhes da organização do corpo inteiro, que inclui o trato digestivo e estruturas semelhantes a pêlos na extremidade dianteira.

O animal tinha um corpo “mole” com seis pares de patas dianteiras, e nove pares de patas traseiras com garras. Seu corpo também era coberto com 72 pontas afiadas e pontudas de vários tamanhos. Os pesquisadores sugerem que os mecanismos de defesa impressionantes do animal evoluíram como resultado de seu estilo de vida sedentário. [IFLScience]

Comentários
Carregando...