6 espécies de animais que foram totalmente modificadas pelos seres humanos

A evolução das espécies é algo simplesmente extraordinário. Vários séculos e milênios de práticas, aprimoramentos e mutações genéticas fazem com que as espécies tornem-se totalmente diferentes com o passar dos anos.

Entretanto, nem todas as características evolutivas se dão de forma natural. A influência dos seres humanos sobre outras espécies também é responsável por várias mutações em outros animais.

Nesta lista, você vai conferir 6 animais que passaram por este tipo de mutação “artificial”.

1. Budapest Short-Faced Tumbler

Reprodução: Gizmodo

Este tipo de pombo, que não possui um nome traduzido para o português, é um descendente dos pombos da rocha (Columbia livia), porém possui várias características que o afastam de seus antepassados. A influência dos seres humanos nestes animais fez com que eles desenvolvessem um bico extremamente pequeno, quase inexistente, e uma aparência totalmente distinta de seus semelhantes.

2. Canário Gibber Itálico

WikiCommons

Este tipo de canário não surgiu naturalmente, e sim por conta de criações sistematicamente organizadas por seres humanos. Os criadores se empenham para chegar nestas mutações genéticas com o intuito de criar raças com cantos agradáveis, colorações diferentes e aparências únicas.

O problema, no entanto, é que isso não é totalmente saudável para os animais. A grande maioria das espécies de pássaros que sofrem mutações evolutivas provocadas em laboratórios e criações humanas enfrentam vários problemas de saúde durante suas vidas. As aves sofrem com o crescimento descontrolado de penas, inflamações, infecções, entre outros problemas.

3. Galinhas sem penas.

Esta talvez seja uma das maiores “aberrações” que os seres humanos já fizeram com as aves. Vários anos de criações e testes laboratoriais fizeram com que cientistas fossem capazes de mudar o DNA das galinhas de forma que seus embriões não desenvolvessem penas durante a formação. Por conta disso, as aves nascem totalmente “peladas”.

Nem é preciso dizer que isso é prejudicial para os animais de uma forma imensurável.

4. Leão-da-rodésia.

WikiCommons

Esta é apenas uma das raças de cães que foram afetadas pelos seres humanos. O leão-da-rodésia foi “criado” especialmente para ajudar as pessoas durante caçadas, mas a mutação genética à qual foi submetida acabou por lhe deixar com grande vulnerabilidade à doenças.

Por conta de um crescimento anormal de pelos em suas costas, a maioria dos cães desta raça desenvolvem cistos dermoides, que são pequenos buracos na pele. Estes buracos podem ser muito profundos, e muitas vezes deixam expostos nervos e tecidos extremamente delicados – o que por sua vez é um prato cheio para bactérias, fungos, vírus e etc.

5. Olhos de bolha

WikiCommons

Este tipo de peixe é utilizado há muito tempo como ornamento em aquários. Os Bubble Eye (ou Olhos de Bolha) sofrem com problemas sérios de saúde por conta das deformidades em seus olhos, que muitas chegam inclusive a estourar.

6. Cabra de Damasco

Este tipo de cabra, com o rosto totalmente diferente do que estamos acostumados, foi trabalhado geneticamente durante muito tempo para que ficasse desta forma. Trata-se de uma espécie muito comum na Síria, no Chipre e no Líbano, e normalmente é utilizada para a produção de leite.

Curiosamente, em 2008, uma cabra desta espécie recebeu o prêmio de “cabra mais bonita do mundo”.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.