Conheça as imagens de intrigantes das esposas de um Sheik iraniano que viviam em um harém há 140 anos

De 1848 a 1896, Nasser al-Din Shah foi imperador da Pérsia. Como uma novidade da época, o imperador era apaixonado por fotografia, de modo que quando tomou o poder, fez do hobbie de fotografar algo de extrema importância, concedendo um espaço em seu palácio para que fotos oficiais fossem tiradas – foi assim que surgiu então o primeiro o primeiro estúdio fotográfico do Irã.

Anton Servryugin, um fotógrafo de renome russo, foi convocado para trabalhar para o imperador, porém o profissional tinha extrema limitação ao trabalho de início: ele só era autorizado a fotografar a si mesmo, ao imperador e aos homens da família.

Acontece que, com o tempo, algo incrível aconteceu: ele ganhou a confiança de Sheik e com isso conseguiu retratar o que de fato acontecia em seu harém.

Segundo registros históricos, o harém de Nasser al-Din Shah tinha uma média de 84 a 100 mulheres e todas elas eram esposas dele.

As fotografias produzidas eram reveladas somente com a ordem do imperador e foram mantidas por anos na cidade iraniana de Golestan, que hoje é um museu. E assim eram suas mulheres, há mais de 140 anos. Veja a seguir:

#9

#8

#7

#6

#5

#4

#3

#2

#1

E você, pelas imagens consegue ter alguma ideia de como teria sido a vida dessas pessoas?

[Onedio]

Comentários
Carregando...