Conheça as 10 cidades brasileiras com maior IDHM

São Caetano do Sul é a cidade com maior IDHM do Brasil, de acordo com o / Créditos da Foto: Por Lukaaz - Obra do próprio, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=5822977

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é uma medida semelhante ao IDH que avalia o desenvolvimento de um município a partir de uma série de fatores como renda, acesso a educação, expectativa de vida, entre outros. A partir do IDHM é que podemos avaliar o quão avançada está uma cidade em relação a outra. Para chegar até o índice geral, é feito um cálculo levando em consideração os índices de educação, renda e longevidade. Dentro de educação, entram, por exemplo, a porcentagem de crianças matriculadas em escolas; de jovens formados no Ensino Médio e de adultos com pelo menos o Ensino Fundamental completo. O índice também em consideração esperança de vida, mortalidade e taxas de fecundidade, bem como condições financeiras dos habitantes de cada município (renda per capita, por exemplo).

O Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil, realizado pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), em parceria com a Fundação João Pinheiro e o Instituto de Pesquisa Econômica aplicada compila todas essas informações.

São Caetano do Sul é a cidade com maior IDHM do Brasil, de acordo com o / Créditos da Foto: Por Lukaaz - Obra do próprio, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=5822977
São Caetano do Sul é a cidade com maior IDHM do Brasil, de acordo com o Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil / Créditos da Foto: Por Lukaaz – Obra do próprio, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=5822977

Confira nessa lista as 10 cidades brasileiras com maior índice de desenvolvimento, de acordo com informações do Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Os dados são do ano de 2010 (os mais recentes do atlas). O ranking completo com todos os detalhes está disponível em http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/ranking/.

Obs: Os dados específicos citados na lista (como expectativa de vida e renda per capita) servem como exemplos, e não são os únicos levados em consideração para a obtenção do índice geral.

1º – São Caetano do Sul/SP – 0,862

São Caetano do Sul é a cidade do Top10 com a maior renda per capita, o que compensa outros fatores e a classifica como a cidade com maior IDH do Brasil. De acordo com o ranking, a renda per capita de São Caetano do Sul era de R$ 2.043,74 em 2010.

2º – Águas de São Pedro/SP – 0,854

Com índices de renda consideravelmente inferior a da primeira colocada (R$ 1.580,72), Águas de São Pedro esbanja grandes índices de longevidade. A expectativa de vida dos nascidos na cidade paulista é de 78,37 anos. O município também apresenta bons índices de educação, com 80,03% dos habitantes maiores de 18 anos com ensino fundamental completo.

3º – Florianópolis/SC – 0,847

Na terceira colocação, aparece a primeira capital do Top10. Florianópolis chegou até a terceira colocação com renda per capita de R$ 1,798,12, mas perdendo para a segunda colocada, por exemplo, na expectativa de vida, que na capital catarinense era de 77,35 anos em 2010.

4º (empate) – Balneário Camboriú/SC e Vitória/ES – 0,845

Balneário Camboriú e Vitória/ES apresentam IDHM iguais (0,845), com a capital do Espírito Santo levando a melhor nos índices de renda e educação: Vitória apresenta, por exemplo, R$ 1.886,58 de renda per capita, enquanto Camboriú, R$ 1.625,59. Na porcentagem de pessoas acima dos 18 anos com ensino fundamental completo, vantagem também de Vitória: 78,94%, contra 76,30% de Camboriú. Mas a expectativa de vida do habitantes de Camboríu é superior aos de Vitória: 78,62 contra 76,28 anos.

6º – Santos/SP – 0,840

Terceira cidade paulista do ranking, Santos apresenta renda per capita de R$ 1.693,65, expectativa de vida de 76,13 anos e possui 75,78% dos habitantes maiores de 18 anos com ensino fundamental completo.

7º – Niterói/RJ – 0,837

Na sétima colocação com IDHM 0,837, Niterói é a única representante do estado do Rio de Janeiro no Top10. Mesmo ficando em desvantagem em outros quesitos, a cidade possui a segunda maior renda per capita entre os 10 municípios com maior IDHM: R$ 2.000,29.

8º – Joaçaba/SC – 0,827

Terceira cidade do estado de Santa Catarina no Top10, Joaçaba é uma pequena cidade do oeste catarinense, que possuía aproximadamente 27 mil habitantes no censo de 2010. Mesmo com renda per capita inferior em relação as outras cidades já citadas (R$ 1.338,50), Joaçaba se destaca, entre outros quesitos, pela expectativa de vida de seus habitantes (78,44 anos). Aliás, a longevidade é uma das principais virtudes das cidades catarinenses.

9º – Brasília/DF – 0,824

A capital brasileira, Brasília, aparece na 9ª colocação do Top10, com IDHM 0,824. Para efeito de comparação com as outras cidades, os brasilienses contam com renda per capita de R$ 1.715,11, expectativa de vida de 77,35 anos e 72,32% de seus habitantes com mais de 18 anos de idade possuem pelo menos o ensino fundamental.

10º – Curitiba/PR – 0,823

Fechando o ranking, aparece a capital paranaense, Curitiba, com IDHM de 0,823. A renda per capita dos curitibanos é de R$ 1.581,04, a expectativa de vida é de 76,30 anos e 73,96% dos maiores de 18 anos possuem o ensino fundamental.

Fonte: http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/ranking/

Comentários
Carregando...