Conheça algumas formas de identificar um sociopata em sua vida pessoal e profissional

Por incrível que pareça, a sociopatia é um fenômeno comum em nossa sociedade: diferentemente da psicopatia, onde o agressor não sente remorso ou culpa de suas ações, o sociopata se trata de uma classe “mais leve”, de forma que conseguem estabelecer amizades, fazendo coisas horríveis, porém podem sentir um arrependimento ou uma espécie de culpa depois.

De acordo com a Dra. Martha Stout, psicóloga de Harvard  e autora do livro The Sociopath Next Door (O Sociopata Que Mora Ao Lado), aproximadamente um em cada 25 americanos é sociopata, sendo que nem todos eles são criminosos ou tão perigosos assim.

Entretanto, eles podem dificultar e muito a vida de uma pessoa, sendo que conhecer algumas formas de identificar um sociopata em sua vida pessoal e profissional pode ser fundamental para saber como lidar com eles.

Saiba como reconhecer um sociopata e tenha cuidado ao se relacionar:

6. Sociopatas tem o ego inflado

Os sociopatas possuem critérios altos sobre si mesmos e tem uma percepção exagerada de suas virtudes, de acordo com o Manual de Diagnóstico e Estatísticas das Doenças Mentais (DSM-V).

“Eles têm uma enorme sensação de merecimento e são narcisistas, não admitem errar e sempre culpam os outros” – disse o Dr. Seth Meyers, psicólogo clínico do Departamento de Saúde Mental do Município de Los Angeles, ao site Psychology Today.

5. Sociopatas não são empáticos

Os sociopatas se fecham apenas em si próprios ou em quem lhes é de interesse – família, marido, filhos, etc. Eles não têm a capacidade de imaginar o mundo emocional de outras pessoas, sendo que concentram uma suposta preocupação em pessoas a quem ele está relacionado ou responsável, como uma forma de proteção própria.

4. Comportamento manipulativo

Mentiras e distorção dos fatos são frequentes entre os sociopatas. “Essas pessoas mentem apenas por mentir, para ver como podem enganar os outros. Inclusive eles podem mentir sobre assuntos que terão efeitos catastróficos”, disse o Dr. Stout à Interview Magazine.

Não deixe de ler também: Cuidado – veja só alguns sinais de que uma pessoa pode estar te manipulando.

3. Eles mantêm uma tranquilidade assustadora mediante algo trágico

Inclusive, se a situação trágica foi arquitetada por eles mesmos, eles são capazes de parecer tranquilos. Conforme o Manual DSM-V, tanto o transtorno de personalidade anti-social como a sociopatia, faz com que eles não sintam culpa ou vergonha.

Após um acidente, por exemplo, um sociopata pode não demonstrar variações de humor, conforme M.E. Thomas. Pesquisas também mostram que imagens perturbadoras ou vídeos de cenas de crimes, até mesmo ameaças, entre outros, não surtem efeito algum nessas pessoas.

2. Eles são encantadores e tem um olhar intenso

Eles sabem ser charmosos para conquistarem aquilo que desejam, porém não se engane: os sociopatas não economizam esforços para ganharem a confiança das pessoas, sendo inclusive que não apresentam problema algum para manter o olhar fixo durante uma conversa: “A incapacidade de desviar o olhar de maneira educada também é considerada como sendo agressiva ou sedutora”, diz M.E. Thomas a o site Psychology Today.

1. São hedonistas por natureza

Os sociopatas adotam comportamentos hedonistas, isto é, que buscam deliberadamente pelo prazer. De acordo com Ross Rosenberg, autor do livro The Human Magnet Syndrome, para o Human Magnet Syndrome. “Se a coisa é prazerosa e eles conseguem evitar as consequências, eles o farão, pois vivem a vida de forma acelerada – sempre de maneira extrema – buscando estímulos, excitação e prazer de qualquer maneira que conseguirem”.

Lidando com um sociopata

Após observar bem o comportamento dessa pessoa, verificando também que os sociopatas possuem uma grande dificuldade em administrar raiva, ira e irritação, sempre atribuindo culpa a terceiros, julgando-se sempre corretos e merecedores, é muito importante conversar com alguém sobre o assunto. Procure se afastar dessa pessoa mantendo uma distância física e psicológica segura e, em caso de uma empresa, uma mudança de setor a título de exemplo, é uma opção válida.

Alguns sociopatas podem ser violentos, ao passo que se você já sofreu ameaças ou violência doméstica, é fundamental fazer o B.O. e exame de corpo de delito caso solicitado pela polícia.

Lembre-se que confrontar diretamente essas pessoas é algo muito perigoso: evite fazer afirmações acusatórias pontuando casos específicos em que a pessoa tenha errado. Tente passar sua mensagem de forma imparcial ou “generalizada”, fazendo com que a pessoa entenda que você está genuinamente preocupado com o bem-estar dela. Iniciar a conversa com algo como “Estou preocupado com você e quero ajudar”  pode ser uma boa opção, pois caso demonstre como está magoado e o que sente, possivelmente essa pessoa não será capaz de compreender a dimensão emocional do assunto.

[WikiHow][Huffpost]

Comentários
Carregando...