fbpx

Conheça a verdade por trás do macabro sorriso deste soldado da Primeira Guerra

As guerras fazem parte da civilização humana desde épocas extremamente longínquas, e até o dia de hoje não parecem ter um fim no horizonte. Por onde passam, deixam rastros de destruição e destroem absolutamente tudo o que há ao redor. No final, resta apenas o sofrimento daqueles diretamente atingidos, e a tristeza eternizada nos livros de história.

Bem como a Segunda Guerra Mundial e outros confrontos históricos que deixaram números incalculáveis de mortos, a Primeira Guerra Mundial foi extremamente traumática para o mundo inteiro, e obviamente muito mais para aqueles que foram para o fronte.

A imagem que ilustra esta matéria é bastante popular na Internet, e mostra um soldado da Primeira Guerra Mundial com um sorriso macabro, que evidencia um claríssimo caso de estado de choque, provocado pelo estresse da guerra.

Alguns podem tentar interpretar o sorriso de outra forma, como uma “brincadeira” ou ironia. No entanto, vale ressaltar que à época em que a imagem foi feita (meados de 1916) era extremamente incomum que as pessoas sorrissem para as fotografias. Como as fotos ainda não eram muito populares, as pessoas normalmente as encaravam de forma mais séria, tanto que você vê pouquíssimos casos de pessoas sorrindo em imagens históricas.

Muito mais provável, no entanto, é que o macabro sorriso seja resultado das visões terríveis e traumatizantes que este soldado fora obrigado a presenciar durante seu serviço na guerra.

RareHistoricalPhotos.com

A fotografia foi feita durante a Batalha do Somme, envolvendo as forças britânicas e francesas contra a ofensiva alemã. A trincheira onde o soldado aparece sentado estava sendo ocupada naquele momento por soldados feridos e enfermeiros, por isso é bastante provável que a morte, o sofrimento e a dor da guerra pudesse ser sentida de todas as formas possíveis naquele local no momento em que a imagem foi feita. E é exatamente todos esses sentimentos que o macabro “sorriso” no rosto do soldado traduz em forma de expressão.

À época, utilizava-se o termo em inglês “shell shocked” (posteriormente “neurose de guerra”) para definir o estado mental e físico em que alguns soldados se encontravam durante os confrontos bélicos. Os sintomas são bem semelhantes aos enfrentados por pessoas com Estresse Pós-Traumático, mas não são exatamente os mesmos, já que a particularidade da guerra implica em outros tipos de sentimentos e consequências físicas e psíquicas.

A neurose de guerra não era rara entre os soldados da Primeira Guerra Mundial, e infelizmente muitos soldados foram julgados, condenados e executados por “covardia” e deserção durante os surtos.

Ainda que o nome e a história exata do rapaz da foto não seja conhecida (ou pelo menos divulgada publicamente), ele acabou involuntariamente se tornando um dos símbolos mais populares dos efeitos dramáticos que a guerra causa mesmo naqueles que sobrevivem a ela.

Ajude a manter o projeto Mistérios do Mundo no ar

Inscreva-se no canal do YouTube do Mistérios do Mundo

Terra plana: E se o terraplanistas estivessem certos?

E no canal de nosso parceiro Climatologia Geográfica

E se um magnetar chegasse perto da Terra?

você pode gostar também
2 Comentários
  1. Matheus Diz

    Top

  2. Francisco de Assis da Silva Diz

    Sobre os pesadelos até meus 30 anos sempre tive essa paralisias do sono eu também ouvia vozes sentia presenças eu também tinha medo de chegar a noite pra dormi porque não dava nem tempo de deitar e já adormecia em passadelos horríveis hoje de alguma forma isso Sail de mim grasas a Deus já tenho 40 anos ainda tenho paralesia do sono mais e uma raridade por tanto não queira isso pra você isso não e bom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.