Essa é a ilha mais perigosa do mundo, e está no Brasil

Conteúdo em vídeo:

Cerca de 35 quilometros ao largo da costa do Brasil, há uma ilha onde nenhum local jamais ousaria trilhar. Diz a lenda que o último pescador que se aproximou muito de suas costas foi encontrado dias depois à deriva em seu próprio barco, sem vida em uma poça de sangue.

A misteriosa ilha é conhecida como Ilha da Queimada Grande, e é de fato tão perigoso pisar lá que o Brasil tornou ilegal a visita de qualquer um. O perigo na ilha vem na forma das cobras jararaca-ilhoa – uma espécie de víbora e uma das serpentes mais perigosas do mundo.

Wikipedia

Os animais podem ter mais de um metro e meio de extensão e estima-se que existam entre 2.000 e 4.000 cobrhttps://pt.wikipedia.org/wiki/Jararaca-ilhoa#/media/File:Bothrops_insularis.jpgas na ilha. As jararaca-ilhoa são tão venenosas que um humano mordido por uma pode morrer dentro de uma hora se não administrado um antídoto rapidamente.

A Ilha das Serpentes agora é desabitada, mas as pessoas chegaram a morar ali por um curto período até o final da década de 1920, quando, segundo a lenda, o farol local e sua família foram mortos por víboras que deslizavam pelas janelas. Hoje, a marinha visita periodicamente o farol para manutenção e garante que nenhum aventureiro esteja vagando muito perto da ilha.

Por que só nesta ilha há tantas cobras mortais?

A presença das víboras mortais na ilha é o resultado do aumento do nível do mar. A Ilha das Cobras fazia parte do continente brasileiro, mas quando o nível do mar subiu mais de 10.000 anos atrás, separou a massa de terra e transformou-a em uma ilha.

Os animais que acabaram isolados na Queimada Grande evoluíram diferentemente dos que estavam no continente ao longo dos milênios. Como as víboras da ilha não tinham presas a não ser as aves, elas evoluíam para ter um veneno extra-potente, de modo que quase imediatamente matavam qualquer uma.

Mercado negro

É difícil imaginar por que alguém iria querer visitar um lugar onde uma morte dolorosa se esconda a cada poucos passos.

No entanto, o veneno mortal das víboras mostrou potencial para ajudar a combater problemas cardíacos, levando a uma demanda do mercado negro para o veneno. Para alguns criminosos, a atração do dinheiro é incentivo suficiente para arriscar quase a morte certa na Ilha da Queimada Grande.

você pode gostar também
1 comentário
  1. Nilza Motta Diz

    Assisto a um documentário no canal Discovery, chamado ilha das cobras. Um grupo de caçadores de tesouro, se infiltrou nela, acessando-a através de uma rota pela Ilha Bela. O tesouro que procuram chama-se ” o tesouro de Trindade”, um dos componentes da expedição, é um herpetólogo australiano. Ficaram alguns dias por lá, como a nossa marinha não os viu ??? Além disso, são muito audaciosos, querer se apossar de algo que não lhes pertence. Dizem que é um tesouro avaliado em milhões de dólares.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.