Conheça a história por trás dessas 30 fotografias históricas famosas

Essas fotografias estão por toda a Internet, nos mais variados sites e blogs, e você provavelmente já deve tê-las visto em algum momento. No entanto, poucos sabem o que há por trás delas. Por isso, nesta lista você vai conferir alguns fatos, explicações e contextualizações sobre 30 imagens super famosas.

Veja:

1. Tadeusz Zytkiewicz

Tadeusz Zytkiewicz

Talvez você já tenha visto a foto que Tadeusz orgulhosamente segura em suas mãos nesta imagem. Nela, é possível ver um médico exausto, após uma cirurgia de 23 horas, enquanto um segundo médico dorme no canto direito. Tadeusz é o paciente, deitado na cama de cirurgia, e ele sobreviveu ao procedimento, que ficou marcado por ter sido a primeira cirurgia de transplante de coração da história da Polônia. Apesar da descrença de muitos, Tadeusz sobreviveu, e viveu mais até do que seu próprio médico cirurgião.

2. “We can do it”, foto normalmente utilizada para enaltecer o poder das mulheres.

A imagem da esquerda é normalmente associada a movimentos feministas, que lutam pelos direitos da mulher e pela igualdade de gêneros. A mulher em quem o autor, J. Howard Miller, se inspirou para desenhá-la foi Geraldine Dolye.

O poster é conhecido como “Rosie the Riveter”, e ao longo da história foi utilizado como símbolo de orgulho das mulheres que assumiram postos na produção de materiais bélicos, substituindo os homens que serviam ao Exército dos EUA durante as guerras.

Apesar de ter sido a “modelo” para o desenho da imagem, Geraldine Doyle ficou sabendo disso somente em meados dos anos 80, quando uma revista relacionou Rosie the Riveter à sua imagem.

3. O famoso cartaz do “Tio Sam”.

Utilizado para chamar a atenção dos jovens para o serviço militar, o cartaz “I Want You” atravessou gerações e fronteiras e é uma das peças de comunicação mais famosas da história. Ele foi inspirado em uma peça semelhante, feita pelo Reino Unido no começo dos anos 1910 (imagem à esquerda). Nele, Lord Kitchener, que era o Secretário de Guerra da Grã-Bretanha, solicitava a presença dos britânicos nas forças armadas. Após a publicação dos cartazes, o país teve uma de suas épocas de maior adesão de voluntários.

4. A careta de Albert Einstein.

Umas da fotografias favoritas do próprio cientista, esta imagem foi feita de forma inusitada. Ao sair de sua festa de aniversário de 72 anos, Einstein foi surpreendido por um fotógrafo, que pediu para fazer um registro do cientista. Ele rapidamente respondeu com uma careta, e o rapaz com a câmera não hesitou em clicar o momento.

© East News

5. Abbey Road.

© East News

Esta lendária imagem, utilizada como capa de um dos discos da banda The Beatles, foi tirada bem próximo de onde ficava o estúdio em que o grupo gravava. Foram necessárias algumas tentativas até que a foto ficasse da forma desejada, e um turista norte-americano que passava pela rua achou bastante estranho que quatro homens estavam repetidamente atravessando a mesma rua.

Alguns anos depois, ele percebeu que estava na capa de um dos discos mais famosas da história do rock. É possível vê-lo no lado direito da imagem, próximo a um veículo de cor preta.

6. Cher Ami

Esta pomba foi responsável, durante a Primeira Guerra Mundial, pelo salvamento de cerca de 200 homens. Os soldados estavam presos na França, e utilizaram a ave para enviar uma mensagem ao Exército, informando sobre sua localização e situação. A pomba foi atingida diversas vezes, e chegou a perder uma pata e um olho, mas conseguiu completar sua missão, e por conta de sua bravura muitas vidas foram salvas. Ela recebeu o nome de “Cher Ami”, que em francês significa algo como “Querido amigo”.

7. O beijo em Times Square.

Esta famosa fotografia foi feita no momento do anúncio do fim da guerra entre os Estados Unidos e o Japão, em 14 de agosto de 1945. A identidade do marinheiro nunca foi revelada, mas a mulher, soube-se depois, chamava-se Edith Shain.

8. Phan Thi Kim Phúc

Tirada em 1972, essa fotografia é cheia de significado. A criança nua no centro da imagem é Phan Thi Kim Phúc, uma garota do sul do Vietnã que fugia em desespero após de um ataque aéreo com Napalm. Para sobreviver, ela precisou se livrar de suas roupas, que estavam completamente em chamas.

Esta é considerada a maior fotografia de guerra de todos os tempos, e foi feita por Nick Ut.

9. A Grande Depressão dos EUA.

Esta imagem é uma das mais famosas da história dos EUA, e é um dos símbolos que ajudam a contar a história da Grande Depressão Americana. Com 32 anos no momento em que a fotografia foi feita, a mulher que aparece na foto ao lado de seus filhos é Florence Owens Thompson, com uma expressão de desolação por não ter condições de alimentar adequadamente seus filhos. A mulher foi encontrada muitos anos depois da imagem ter sido feita. À época, ela estava vivendo em um trailer, sem ter prosperado muito em sua vida.

10. Amigos de infância em posições diferentes.

Esta imagem foi feita em 1972, em Saint-Brieuc, durante uma greve da companhia Joint Français. Nela, estão dois rapazes em posições diferentes, porém com histórias entrelaçadas. Do lado esquerdo, Guy Burmieux, um operário, e Jean-Yvon Antignac, policial enviado ao local para conter os manifestantes.

De acordo com o fotógrafo, Jacques Gourmelen, ambos foram amigos de infância, e se reconheceram pouco antes da foto ser feita.

Jacques conta que Guy correu na direção de Jean e o agarrou pelo colarinho, dizendo: “Vá em frente! Acerte-me enquanto você está vestindo isso”. O policial, de acordo com os relatos da época, não se moveu, e apenas ouviu.

11. Os rabiscos de Terezka.

A garotinha da foto é Terezka, uma menina que vivia em um abrigo para crianças com “distúrbios mentais”, em 1948, na Varsóvia. Ela participava de uma atividade onde as crianças tinha que desenhar o que entendiam por “casa” em um quadro negro.

Terezka cresceu em um campo de concentração, e só nos é possível compreender o significado triste e arrepiante que este desenho tinha para a menina na época.

12. Pulmões de aço.

(Reprodução/Rare Historical Photos)

Esta imagem perturbadora mostra como viviam as crianças diagnosticadas com poliomielite antes do desenvolvimento da vacina contra a doença.

13. Dois irmãos com os cabelos arrepiados.

Esta imagem parece ter sido feita em um momento descontraído, de diversão. Os dois irmãos, bem como a irmã por trás da fotografia, também pensavam assim.

O que eles não sabiam é que estavam prestes a ser atingidos por um raio, enquanto passeavam pelo Parque Nacional da Sequoia, na Califórnia-EUA, em 1975. Os três irmãos sobreviveram ao incidente, mas infelizmente o irmão mais novo acabou por tirar sua própria vida em 1989.

14. A mãe mais jovem da história.

Nesta fotografia, é possível ver, deitada, a garota Lina Medina (nascida em 23 de setembro de 1933). Aos cinco anos, ela foi levada pelos pais até um hospital, por estar se queixando de dores abdominais. Lá, foi feita uma descoberta assustadora: A garota, de apenas cinco anos, estava grávida de sete meses. Os médicos diagnosticaram Lina com uma condição chamada de “puberdade precoce”, onde a atividade sexual começa muito antes da vida adulta.

Lina deu à luz um menino saudável em 14 de maio de 1939, e a identidade do seu pai nunca foi conhecida.

15. Mãe à espera de notícias do filho.

Esta fotografia foi feita em 1947, na ocasião da chegada de um prisioneiro da Segunda Guerra Mundial em sua cidade. No canto esquerdo, uma mãe mostra ao prisioneiro uma foto de seu filho, desaparecido em ação durante a mesma guerra, na esperança de obter qualquer tipo de notícia.

Não se sabe, no entanto, o que aconteceu ao rapaz.

16. Titanic.

(Reprodução/Bright Side)

Esta é a última fotografia de que se tem conhecimento do Titanic antes do seu trágico acidente. O registro foi feito por uma passageira de outro navio, que passara por perto do Titanic antes deste chocar-se contra um iceberg.

17. Gerente de um hotel jogando ácido na piscina.

Uma imagem realmente muito forte, que ilustra os absurdos e injustiças praticadas durante o período da segregação racial nos Estados Unidos. Na foto, é possível ver o gerente de um hotel derramando ácido em uma piscina destinada apenas a pessoas brancas, porém que estava sendo usada por negros.

Dias antes do incidente, Martin Luther King havia sido detido no mesmo hotel, por ter entrado em um restaurante “somente para brancos”. Em um protesto pacífico, um grupo de pessoas negras entrou na piscina do hotel, a convite de hóspedes. Indignado com a “provocação”, o gerente do hotel derramou ácido na água.

O incidente inclusive fez com que se popularizasse nos EUA a expressão: “Black people can’t swim” (pessoas negras não podem nadar), em referência ao medo constante que os negros tinham, à época, de que a água de suas piscinas estivessem misturadas com compostos químicos perigosos.

18. Crianças à venda.

Esta fotografia foi feita em 1948, e mostra a desestruturação que muitas famílias enfrentavam no período pós-guerra nos EUA. Na imagem, é possível ver a mãe da família, que esconde o próprio rosto, aos 24 anos e em sua quinta gravidez. Seu marido havia perdido o emprego e eles estavam sendo despejados de sua casa.

Para evitar que fossem viver nas ruas, a família optou por colocar à venda seus quatro filhos, o que era permitido na época.

Sabe-se que as quatro crianças foram vendidas, e alguns dizem que elas foram forçadas ao trabalho escravo. Essa afirmação, no entanto, nunca foi devidamente confirmada.

19. Tragédia no mar.

O fotógrafo desta foto, e vencedor do Prêmio Pullitzer, é John Gaunt, que trabalhava para o Los Angeles Times.

Em 1954, quando estava em sua casa de praia, o fotógrafo ouviu um de seus vizinhos gritar avisando que algo de estranho estava acontecendo na praia. John correu para lá com sua câmera e fez esse registro.

Ficou sabendo, depois, que o filho do casal fotografo, com apenas um ano de idade, havia escapado do pátio da casa e engatinhado até a praia, tendo desaparecido na água.

20. Soldado no Dia D.

Esta imagem foi feita naquele que ficou conhecido como “O Dia D”, 6 de junho de 1944, quando os Aliados invadiram a Normandia.

O fotógrafo foi Robert Capa, que junto com um sargento prestou socorro ao soldado fotografado, que havia sido alvejado por vários tiros.

Apesar de borrada, como a maioria das fotografias que Robert Capa conseguiu levar para casa, ela nos ajuda a entender os pesadelos vividos no campo de batalha.

21. Suicídio coletivo.

Em uma das mais trágicas páginas da história dos Estados Unidos, essa fotografia mostra o cenário triste e arrepiante do local onde mais de 900 pessoas cometeram suicídio por conta da influência de um líder religioso chamado Jim Jones.

22. Arranhões na parede.

Esses arranhões foram feitos por prisioneiros trancados em uma câmara de gás em um dos campos de concentração mantidos pelos nazistas durante a Segunda Guerra.

23. A turma de 1999.

Esta arrepiante fotografia poderia ser apenas o registro de um turma normal em uma escola dos EUA. No entanto, esta é a turma de 1999 de Columbine, e você pode ver os atiradores Eric Harris e Dylan Klebold, que algumas semanas depois desta foto protagonizaram um dos maiores massacres em escolas da história dos EUA.

24. A família de Osama Bin-Laden.

Esta é uma das fotografias mais famosas da juventude de Osama Bin-Laden, e mostra ele ao lado de sua família, durante férias na Suécia.

Osama é o segundo da esquerda para a direita, usando um agasalho marrom.

25. Judeus sendo libertados.

Essa fotografia foi feita em 1945, quando soldados americanos pararam um trem que levava reféns judeus para a Alemanha. A expressão de felicidade no rosto da mulher em destaque na fotografia fala por si.

26. Cão combatente ferido.

Esta famosa imagem, que já correu o mundo inteiro, foi feita pelo fotógrafo W. Eugene Smith.

Nela, é possível ver soldados tentando socorrer um cão de guerra ferido em Guam no ano de 1944.

27. Última execução pública com guilhotina.

Esta fotografia marca a última execução pública por guilhotina na França. Ela ocorreu em 17 de junho de 1939, e o executado foi Eugen Weidmann, condenado por sequestro e assassinato.

Após esta data, outras execuções por guilhotina ocorreram, porém nunca mais de forma pública.

28. Alemães assistindo a um filme sobre os campos de concentração.

Feitos prisioneiros por soldados dos EUA, esses soldados alemães foram forçados a assistir a um filme que abordava os absurdos praticados nos campos de concentração da Alemanha Nazista, com o intuito de conscientizá-los das barbáries provocadas pelo país.

29. Garoto ouvindo pela primeira vez.

Esta imagem foi feita em 1974, mostrando o pequeno Harold Whittles, que com o auxílio de um aparelho auditivo foi capaz de ouvir pela primeira vez aos cinco anos de idade.

30. “Espere por mim, papai”.

Esta imagem emocionante foi feita por Claude Detloff, no Canadá, quando soldados marchavam antes de entrar um voo para lutar na Segunda Guerra Mundial.

Felizmente, o pai do garotinho voltou são e salvo para casa em outubro de 1945.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.