Conheça a aranha-golias, a maior aranha do mundo

A “aranha-golias”, também conhecida como “aranha-golias-comedora-de-pássaros”, possui este nome assustador por um motivo. Com um tamanho muito além do normal para aracnídeos, ela se alimenta de vários animais de médio porte, como pássaros e pequenos roedores. Não é à toa, portanto, que para muitos essa é a aranha mais assustadora do mundo.

Com até 30 centímetros de largura, podendo pesar 170 gramas, ela é muito maior do que qualquer outra aranha que você já viu, à exceção da Heteropoda maxima, que pode ser um pouco maior se você considerar a distância entre as patas. E o pior de tudo, pelo menos para nós brasileiros, é que essa aranha é típica da América do Sul, e pode ser encontrada em florestas do Brasil, da Guiana Francesa e da Venezuela.

Piotr Naskrecki

Quando está prestes a atacar, a aranha-golias faz uso do seu corpo avantajado para amedrontar as vítimas. Para causar medo, ela esfrega suas patas, repletas de pequenos pelos, emitindo um ruído que pode ser percebido por outros animais de pequeno e médio porte. Esse “esfregar de patas” também faz com que parte dos pelos caiam no chão, deixando o ambiente mais pegajoso e desconfortável para outras criaturas que eventualmente possam tentar se defender avançando contra a aranha. Esses pelos também ajudam na locomoção, já que estes animais não possuem uma visão muito desenvolvida.

Mas apesar do nome, a aranha-golias-comedora-de-pássaros não gosta tanto assim de atacar pássaros. Normalmente, esse animal se alimenta principalmente de sapos, roedores e insetos. Caçadoras noturnas, essas aranhas esperam suas vítimas se aproximarem para então prendê-las em suas patas. Suas presas, grandes e afiadas, são capazes de penetrar qualquer tipo pele, incluindo a humana. Se já não fosse o bastante, elas ainda injetam um veneno com neurotoxinas em suas presas, que ficam paralisadas e sem condições de reagir.

Piotr Naskrecki

Como não são capazes de mastigar, essas aranhas precisam utilizar uma técnica, digamos, um tanto quanto nojenta para se alimentar. Elas regurgitam ácido digestivo em suas vítimas, até que elas sejam transformadas em uma massa pastosa, quase líquida, que é então literalmente sugada pela aranha. Para seres humanos, a aranha-golias raramente é fatal, já que seu veneno não é tão tóxico para nós. No entanto, sua picada pode ser bastante desconfortável, causando coceira, tontura e enjoo. Em casos mais severos, em que a vítima já possui algum tipo de alergia, a picada pode acabar levando a complicações mais severas, e até mesmo à morte.

Wikimedia Commons

A situação da aranha-golias no que diz respeito à chance de extinção é desconhecida, uma vez que ela não é amplamente estudada com esta finalidade. Mas sabe-se que pelo menos 13 filhotes desta espécie já nasceram nas dependências do zoológico de Wellington, na Nova Zelândia.

Vivendo em cativeiro, como no zoológico, esses animais podem viver de 10 a 15 anos de idade, sendo que as fêmeas podem alcançar 20 anos. Na natureza, obviamente, esse número é reduzido por conta do maior número de riscos que eles correm.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.