Como o governo dos EUA manteve uma cidade de 75 mil habitantes em segredo

Versão em vídeo:

Versão em texto:

Quando pensamos que, com a tecnologia de hoje, podemos conhecer a tudo, aí vem o engano: existem locais, dentro do próprio planeta Terra que ainda não exploramos – e não estamos falando dos oceanos que, permanecem 90% inexplorados.

Estamos falando de cidades inteiras que, muitas vezes não estão nos mapas. E essa que você conhecerá hoje, certamente não esteve por muito tempo.

Oak Ridge é uma cidade localizada no estado de Tennessee, nos Estados Unidos da América e entre 1942 a 1945 foi a quinta maior cidade do Tennessee, com aproximadamente 75 mil habitantes. Na verdade, não foi – porque nessa época, o mundo não sabia da existência de Oak Ridge.

O mundo estava vivenciando a Segunda Guerra Mundial e, quando cerca de mil residentes retornaram às suas casas, em Oak Ridge, receberam a notícia de que eles tinham seis semanas para sair, pois o governo havia adquirido suas residências.

O governo contratou trabalhadores que ficaram isolados durante o período e eles não sabiam sobre nada do que estava acontecendo. Ninguém entrava e ninguém saia da cidade. Tudo o que os trabalhadores sabiam, era que seu trabalho tinha a capacidade de acabar com a guerra.

E de fato conseguiram: eles estavam participando do Projeto Manhattan, um programa de pesquisa e desenvolvimento que produziu as primeiras bombas atômicas durante a Segunda Guerra Mundial. E por que os trabalhadores não podiam saber de nada? Bem, simplesmente para informações não vazarem acidentalmente aos espiões do eixo.

Sendo assim, Oak Ridge e seus 75 mil habitantes era um local 100% confidencial e nem o vice presidente da época sabia de sua existência. Inclusive, quando a bomba de Hiroshima foi lançada, apenas indivíduos selecionados sabiam que a bomba de fato existia.

Oak Ridge permaneceu tão escondida quanto a tecnologia avançada que estava sendo desenvolvida na época e, o planejamento foi tão estratégico que a cidade não foi inclusa em nenhum mapa.

Cada correspondência que chegava ao local era lida e nenhuma informação entrava ou saia a toa: tudo era devidamente revistado e fiscalizado, tudo para garantir que o trabalho ali seria efetuado e que ninguém de fora soubesse o que estava acontecendo – os fiscais também se certificavam de que ninguém se comunicasse por códigos e quebrasse o sigilo local.

Haviam sinais por toda a cidade que diziam: O que você vê aqui, o que você faz aqui, o que você escuta aqui, deixe tudo aqui quando você for embora.

Mas, você deve estar se perguntando: como os trabalhadores não sabiam sobre o que eles mesmos estavam fazendo?

Bem, o governo foi estratégico até mesmo nesse ponto: cada trabalhador tinha, individualmente, uma tarefa, e as únicas pessoas que sabiam como essas tarefas se relacionavam eram os cientistas, com as maiores classificações possíveis para liderar o projeto. Por exemplo, um único trabalhador tinha que girar uma válvula quando um mostrador apontasse um determinado número e só! Ele mesmo não saberia o porquê de estar fazendo isso, simplesmente fazia.

Outra pessoa, por exemplo, era encarregada de permanecer na lavanderia segurando uma máquina perto de cada peça de roupa até ouvir o som de um clique. Mal sabia esse trabalhador que ele estava verificando a radiação usando um contador Geiger.

Os seguranças que inspecionavam Oak Ridge trabalhavam exaustivamente e consideravam algo suspeito grupos de mais de 7 pessoas formados com as mesmas pessoas juntas. Então, os moradores ou trabalhadores evitavam esse tipo de contato, pois sabiam que se fossem vistos, provavelmente seriam expulsos. Se o vazamento de informações fosse comprovado, a pessoa levaria 10 anos de prisão ou receberia uma multa de aproximadamente 100 mil dólares na época!

Apesar disso, a cidade tinha seus restaurantes, clubes e até times esportivos, e seria até considerada uma cidade “normal” se não fosse aqui que surgiram poderosas armas nucleares, já que em Oak Ridge foram criadas as instalações necessárias para obter o urânio U-235.

Nos dias de hoje Oak Ridge conta com toda estrutura de uma cidade comum e, em 1988, aqui nascia a atriz e modelo Megan Fox, o que evidentemente aponta que o local não é mais um segredo de estado.

Por essa você não esperava, não é mesmo?

E você, sabia sobre a existência dessa cidade? Você acredita que existam outras cidades que nós nem sequer saibamos sobre? Conte pra gente nos comentários!

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.