Cobra píton engole mulher de 54 anos na Indonésia. Animal tinha 7 metros

Uma mulher foi encontrada morta no estômago de uma píton de 7 metros em uma plantação de borracha onde ela trabalhava na Indonésia, segundo relatos locais.

A mulher, identificada como Jahrah, de 54 anos, foi trabalhar na plantação na província de Jambi, na ilha de Sumatra, na manhã de domingo e seu marido deu queixa de seu desaparecimento quando ela não voltou para casa naquela noite.

Procurando por ela na noite de domingo, seu marido descobriu suas sandálias, lenço de cabeça, jaqueta e as ferramentas que ela usava no trabalho, e pediu ajuda a outras pessoas, segundo a polícia local. Na manhã seguinte, uma píton foi vista nas proximidades.

“Quando a equipe de segurança e os moradores fizeram uma busca ao redor do seringal, encontramos uma píton de 7 metros de comprimento. É esta cobra que é suspeita de atacar a vítima. Depois que a pegamos, encontramos o corpo da vítima no estômago da cobra”, disse o chefe de polícia local, AKP S Harefa, ao site de notícias Detik.

Pythons, que matam por constrição, normalmente comem animais menores, engolindo sua presa inteira. Casos de humanos sendo engolidos são raros.

Em 2018, uma mulher foi engolida por uma píton gigante na ilha de Muna, perto de Sulawesi. Ela havia desaparecido em seu jardim, que ficava na base de um penhasco rochoso onde as cobras viviam em cavernas.

Um ano antes, um agricultor foi morto e engolido por uma píton gigante na aldeia de Salubiro, na ilha de Sulawesi.

Um número muito maior de pessoas é afetado por picadas de cobra. Todos os anos ocorrem cerca de 5,4 milhões de casos de picadas de cobra, dos quais entre 1,8 milhão e 2,7 milhões levam ao envenenamento, segundo a Organização Mundial da Saúde. As crianças e os trabalhadores agrícolas nas comunidades rurais mais pobres estão em maior risco.

buy metformin metformin online