5 mistérios bizarros que até hoje não foram desvendados

Existe um número considerável de cientistas, pesquisadores e pessoas em geral que tentam desvendar os mais variados tipo de mistérios que se espalham por aí. No entanto, ainda que muitas dúvidas já tenham sido respondidas ao longo do tempo, vários outros mistérios continuam sem solução.

Nesta lista, você vai conhecer cinco mistérios da humanidade que até hoje não possuem respostas conclusivas.

1. Manuscrito Voynich

Wikicommons

Começamos esta lista com um dos artefatos mais bizarros (e curiosos) já encontrados, e que até hoje segue sem ser completamente entendido. Na verdade, muito pouco se sabe sobre o que é o de fato este manuscrito, que foi feito em uma língua que foge de todos os padrões de linguagem conhecidos.

Além de estar em um idioma que ao que tudo indica pode ter sido inventado (ou pertencer a uma civilização que não conhecemos, quem sabe?), o Manuscrito Voynich chama atenção também por apresentar imagens do que parece ser árvores, plantas e flores que não existem no nosso planeta.

A ciência ainda não possui uma explicação plausível para a origem do manuscrito, que foi adquirido por um vendedor de livros estadunidense, chamado Wilfrid Voynich em 1912. Wilfrid, no entanto, não participou da produção do manuscrito, e não soube informar nada, na época, sobre quem poderia tê-lo escrito.

2. Caso Taman Shud

Wikicommons

Às 6h30 da manhã do dia 1º de dezembro de 1948, um homem desconhecido foi encontrado morto em uma praia de Adelaide, na Austrália. A análise realizada no cadáver revelou um pequeno bilhete em um bolso secreto costurado na roupa que o homem usava antes de morrer. Nele, foram encontrados os dizeres “Taman Shud”.

Especialistas traduziram a frase como “finalizado”, ou “terminado”. “Taman Shud” também aparece, segundo os pesquisadores, na última página de uma coleção de poemas escritos por Omar Khayyam, em sua obra “Rubaiyat”.

A investigação apontou que o homem possuía uma cópia do livro, e que em uma das páginas havia uma série de anotações com o que pareciam ser enigmas, ou códigos.

A identidade do homem nunca foi descoberta, e ainda que os pesquisadores tenham uma inclinação a acreditar que o bilhete possa ser uma mensagem de suicídio, o caso é tido como inconclusivo.

3. Jack, o estripador.

Wikicommons

Este certamente é o caso mais conhecido desta lista, e é muito improvável que você nunca tenha ouvido sobre ele. Jack, o estripador, acabou por se tornar um personagem popular no mundo inteiro, e talvez o criminoso mais famoso do mundo.

A história de “Jack” começou em Londres, quando em meados de 1800 foram encontradas onze mulheres mortas com leste londrino, com sinais de violência muito semelhantes entre elas, o que fez com que a investigação da época traçasse o perfil de um assassino em série. O nome Jack, obviamente, foi inventado e acabou “pegando”, mas a verdade é que não se sabe absolutamente nada sobre a identidade do criminosos, que empregava violência extra em suas ações.

Entre suas vítimas, estavam principalmente prostitutas, que eram esquartejadas e tinham suas gargantas cortadas. Os corpos encontrados pela polícia da época mostravam claros sinais de violência e crueldade além do normal, o que foi muito importante para que os casos fossem relacionados.

4. Kryptos

Wikicommons

Kryptos é uma famosa escultura localizada no QG da Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA). Nela, está inscrito um código criptografado, que até hoje não foi completamente desvendado, nem mesmo pelos próprios agentes da CIA que trabalham com criptografia.

O mistério seguiu mesmo depois que o escultor deu algumas dicas sobre a técnica que utilizou para fazer o enigma.

Veja também: 10 incríveis mistérios do mundo que finalmente foram solucionados

5. Rongorongo

Wikicommons

O Rongorongo é um objeto feito em madeira que foi encontrado na Ilha de Páscoa (mesmo lugar onde fica o famoso moai em que várias cabeças saem do solo). O objeto possui uma série de inscrições feitas em glifos irreconhecíveis, que até hoje não conseguiram ser traduzidos. Alguns pesquisadores acreditam, no entanto, que seja lá o que for que esteja escrito no Rongorongo, talvez possua alguma dica ou informação importante sobre a construção do moai.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.