Cientistas descobrem “estrada” misteriosa no fundo do oceano nos EUA

Exploradores encontraram recentemente uma estrutura vulcânica natural nas profundezas do oceano, com a aparência semelhante à de uma estrada.

A estrutura submarina foi descoberta por cientistas marinhos a bordo do Exploration Vessel (E/V) Nautilus, utilizando um veículo operado remotamente para analisar estruturas conhecidas como “montes submarinos” – montanhas formadas pela atividade vulcânica.

A missão, que possui o nada amistoso apelido de “Expedição Lu’uaeaahikiikekumu”, tem como objetivo analisar os montes submarinos de Lili’uokalani Ridge, no Havaí. Mais especificamente, os cientistas queriam investigar uma divisão na trilha do monte submarino, que intriga os cientistas há muito tempo. A origem dos milhares de montes submarinos na região central e ocidental do Pacífico ainda não é totalmente compreendida pelos cientistas.

Os exploradores documentam sua pesquisa ao vivo, incluindo imagens feitas pelos veículos remotamente controlados no fundo do mar. Em um dos vídeos, postado no YouTube, os cientistas são vistos analisando formações geológicas e pegando rochas com a ajuda de um braço robótico.

Em determinado ponto, os exploradores se deparam com um padrão de rachaduras no fundo do mar que se assemelha a uma estrada de tijolos feita por seres humanos. A formação possui blocos retangulares separados uns dos outros por linhas e ângulos retos. A descoberta chama atenção pois a “estrada” se distingue fortemente do resto do solo.

Os cientistas chegaram a brincar, dizendo que se tratava da “estrada para Atlântida”, ou ainda da “Estrada de Tijolos Amarelos” do romance infantil “O Mágico de Oz”. A explicação mais provável, no entanto, é que a formação rochosa na verdade é um resquício da atividade vulcânica ocorrida há muito tempo.

“No cume do Nootka Seamount, a equipe avistou uma formação de ‘leito de lago seco’, agora identificada como um fluxo fraturado de rocha hialoclastita – uma rocha vulcânica formada em erupções de alta energia, onde muitos fragmentos de rocha se depositam no fundo do mar”, explicaram os cientistas.

A descrição acrescenta que o padrão “único” de fraturas na rocha, que lhe dá sua aparência semelhante à de uma estrada, é provavelmente o resultado de repetidos aquecimentos e resfriamentos ao longo do tempo, devido a múltiplas erupções vulcânicas.

A “estrada” subaquática não é a única descoberta notável da equipe da E/V Nautilus até agora. Em março, eles lançaram um vídeo de um tamboril com dentes, pendurado em uma rocha a mais de 1km de profundidade.


Com informações do NewsWeek.

buy metformin metformin online