Primeiros híbridos de porco com macaco nascem na China

Um novo relatório publicado recentemente na revista ‘Protein & Cell’ afirma que cientistas chineses conseguiram criar com sucesso dois filhotes híbridos de porco e macaco. O par permaneceu vivo por mais de uma semana, segundo a publicação, mas acabou perdendo a vida por razões ainda desconhecidas.

Tang Hai/Protein & Cell

Os híbridos foram feitos a partir do uso de células-tronco embrionárias de macacos. Para que as células pudessem ser identificadas após serem injetadas nos embriões de porcos, elas foram modificadas geneticamente para desenvolverem uma proteína flourescente.

Cientificamente, trata-se de uma descoberta importante, já que se no futuro pudermos criar híbridos de porcos-humanos, os leitões provenientes dessa “mistura” poderiam ter seus órgãos implantados em seres humanos. Os chineses comemoraram o resultado, ainda que o experimento não tenha tido 100% de sucesso. “Trata-se do primeiro relatório de quimeras de porcos-macacos que chegaram ao fim da gestação”, disse Tang Hai, um dos envolvidos na pesquisa realizada na China.

Protein & Cell

No entanto, a comunidade científica não está totalmente convencida dos motivos para comemorar. “Dada a eficácia quimérica extremamente baixa e a morte de todos os animais, eu realmente vejo isso como desencorajador”, disse Paul Knoepfler, da Universidade da Califórnia, se referindo ao fato de que dos quatro mil embriões modificados nasceram 10 filhotes, sendo apenas dois híbridos.

“Pensamos que este trabalho permitirá o desenvolvimento futuro da organogênese xenogênica, aproximando-nos um pouco da produção de células e órgãos funcionais em um modelo animal por meio da complementação de blastocistos interespécies”, concluíram os autores na Protein and Cell.  [Popular Mechanics, Ric Mais, Galileu]

você pode gostar também
1 comentário
  1. Boni Diz

    Engraçado como a natureza corrige as anomalias, os animais vieram ao óbito apos algumas semanas. Como um programa defeituoso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.