Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

China irá despejar mais de 9.000 pessoas para construir um telescópio gigante

Cerca de 9.110 pessoas de Guizhou, sudoeste da China, serão despejadas para dar lugar a um novo radiotelescópio gigante.

Com a construção do “Five-hundred-meter Aperture Spherical Telescope” (sigla FAST) se aproxima do fim, a agência de notícias estatal chinesa Xinhua informou na terça-feira que todos os residentes de Pingtang a 5 quilômetros do telescópio terá que se mudar.

Os moradores receberão uma quantia de 12.000 yuan (R$ 7.360) em compensação, juntamente com uma relocação para outras partes do país ou na vizinha Luodian. Mudança essa que é supostamente necessária para criar um “ambiente de ondas electromagnéticas de som,” relatado para a BBC.

A China tem construído este radiotelescópio desde 2011, a um custo de cerca de 1,2 bilhões de yuans, e esperam concluir ainda este ano.O diâmetro da FAST de 500 metros irá deixar parecendo um anão o maior corrente do mundo, com 300 metros de largura, que é o Observatório de Arecibo de Porto Rico.

Apesar do custo financeiro e humano deste projeto ser pesado, a China tem grandes ambições para o FAST.
Em julho do ano passado, Wu Xiangping o diretor-geral do Chinese Astronomical Society, disse a Xinhua, “Ter um telescópio mais sensível, que pode receber mensagens de rádio mais fracas e mais distantes. Ele vai nos ajudar a procurar vida inteligente fora da galáxia e explorar as origens do universo “.

Veja o vídeo deste projeto audacioso:

 

 

Comentários
Carregando...