Pular para o conteúdo
Câmera de segurança mostra facada que jovem levou durante viagem de ônibus

Câmera de segurança mostra facada que jovem levou durante viagem de ônibus

Stefani Firmo, de 23 anos, estava viajando em um ônibus na Bahia quando foi surpreendida por um ataque com faca. O caso aconteceu na última terça-feira (29), e chocou o país.

Stefani, que é estudante de enfermagem, estava cochilando durante a viagem quando acordou sentindo como se “tivesse recebido uma pancada no rosto”, e foi então que notou que havia muito sangue em suas roupas.

Câmeras do veículo, que pertencem à empresa Expresso Guanabara, gravaram o momento em que uma passageira se levanta a vai em direção à poltrona da estudante. Depois a jovem, já com muito sangue, se levanta em busca da amiga, que estava cochilando em outro assento.

A gravação comprova que não houve qualquer discussão entre eu e ela. Ela simplesmente se levantou e utilizou a faca que carregava para me cortar enquanto eu dormia. O ataque foi gratuito, brutal e cruel. Ainda estou muito assustada com tudo e tentando absorver o que ocorreu. Agora estamos aguardando o encerramento das investigações para que a justiça seja feita e essa criminosa seja punida”, disse Stefani em sua conta do Instagram.

“Eu sentia que tinha sido ela. Cheguei a falar várias vezes para a Sara [amiga da vítima] que tinha sido ela. Mas a Sara me lembrava que eu não podia ficar acusando sem provas, que podia ser pior. Um dos passageiros que a polícia ouviu contou que, quando o ônibus ficou parado na porta da delegacia para que as testemunhas pudessem depor, ela ficou muito agitada. Se trancou por mais de 20 minutos no banheiro, depois caminhava pelo corredor do ônibus, subia e descia as escadas. Ela ficou muito inquieta. Na delegacia, eu ouvi ela dizer: ‘Não tenho nada a ver com o problema dos outros'”, contou a estudante.

A mulher que é vista nas filmagens foi interrogada no mesmo dia, bem como outros passageiros que faziam a mesma viagem.

A polícia encontrou uma faca, mas disseram não ter evidências extras, já que as imagens das câmeras foram liberadas somente depois. Portanto, eles tiveram que liberar a suspeita.

A faca está passando por perícia e, caso seja confirmada que pertence à ela, a mulher registrada na câmera deverá ser indiciada por lesão corporal.

Veja abaixo as imagens: