Brasileiro faz bonecas de crochê para que as crianças com vitiligo sintam-se incluídas

O vitiligo é uma condição que atinge cerca de 1-3% da população mundial, e faz com que determinadas partes do corpo percam o pigmento da pele, fazendo com que surjam áreas de coloração diferente do resto do corpo. Mesmo não se tratando de uma condição contagiosa e não constituindo nenhum tipo de ameaça grave para a saúde, o vitiligo infelizmente é visto com preconceito por parte da população, que não compreende o que ela é de fato.

Felizmente, existem pessoas que agem no sentido contrário. João Stanganelli Junior possui 64 anos, e desde os 30 convive com a condição. João trabalhou grande parte de sua vida na indústria gastronômica, mas atualmente está parcialmente afastado do serviço, e desenvolveu um hobby extremamente admirável. Ele confecciona bonecas de crochê com pequenas “manchinhas” pelo corpo, com o intuito de encorajar as crianças, e até mesmo adultos, que possuem a condição e se sentem mal com ela.

Suas bonecas são um sucesso, e no momento em que esta matéria estava sendo redigida João já contava com mais de 4 mil seguidores no seu perfil do Instagram.

View this post on Instagram

Boneca com alopecia areata, Dermatite atópica, vitiligo e psoríase

A post shared by João Stanganelli Junior (@joaostanganelli) on

Em entrevista ao portal Bored Panda, João contou que atualmente dedica cerca de 90% do seu tempo a este lindo hobby, e que ainda que tenha sofrido um pouco para aprender a fazer crochê no início, atualmente ele já está se dando bem melhor com ele.

View this post on Instagram

E a Vitilindinha está chegando

A post shared by João Stanganelli Junior (@joaostanganelli) on

Seus trabalhos são muito bem feitos, e algumas bonecas inclusive usam camisetas de times de futebol:

View this post on Instagram

Boneco Vitilindo Palmeirense

A post shared by João Stanganelli Junior (@joaostanganelli) on

A ideia das veio quando João decidiu fazer uma boneca para sua neta, com o intuito de dar a ela um presente com o qual ela sempre lembraria do avô. A partir daí, João não parou mais.

View this post on Instagram

A post shared by João Stanganelli Junior (@joaostanganelli) on

View this post on Instagram

Com @os50tonsdepele

A post shared by João Stanganelli Junior (@joaostanganelli) on

View this post on Instagram

Tv Gazeta Programa mulheres

A post shared by João Stanganelli Junior (@joaostanganelli) on

O trabalho de João já alcançou muitas crianças em todo o Brasil, e o artista diz que vem recebendo cada vez mais pedidos. Uma de suas bonecas feita especialmente para a escritora Tati Santos de Oliveira, cuja filha, Maria Luiza, possui vitiligo. Inspirada pela iniciativa de João, e percebendo que não existem muitas publicações para crianças que abordem o tema desta condição, Tati lançou o livro “A Menina Feita de Nuvens“, que se transformou também em uma belíssima ferramenta de inclusão e aceitação para as crianças com vitiligo.

Parabéns, João! O mundo seria bem melhor com mais pessoas como você!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.