Brasileira é impedida de entrar em voo por ser “muito gorda”

Ontem, quarta-feira (23), a modelo brasileira Juliana Nehme compartilhou vários vídeos nas mídias sociais alegando ter sofrido gordofia pela empresa aérea Qatar Airways, uma vez que ela foi impedida de embarcar em um voo internacional.

Ela explicou que não pôde entrar no avião por ser “muito gorda”. A companhia alegou que só permitiria o embarque de Juliana caso ela pagasse por uma passagem a mais.

Eu teria que comprar outra passagem, pagar uma multa por não ter ido no voo e outra multa pela minha mãe não ter ido também”, explica.

Então, ela seria obrigada a pagar mais de 3 mil dólares, o equivalente a mais de 15 mil reais, para comprar uma nova passagem para ela e sua mãe.

“Eu ainda não tenho o que fazer”, desabafou. “Não consigo ir embora porque não tenho o dinheiro que eles querem, provavelmente terei que pagar 3 mil dólares, tentei comprar passagem de outra companhia e não consegui porque pediram dois mil dólares para mim e mais dois para minha mãe, não tenho esse dinheiro, estamos aqui presas e ninguém faz nada por mim”, continuou.

A Embaixada do Brasil no Líbano, país onde a situação aconteceu, está ciente da situação e está ajudando.

“Eu consegui falar com o embaixador e ele está me ajudando, ele conseguiu falar com a Qatar, mas a companhia não abre mão, segue dizendo que eu devo comprar mais duas passagens extras para mim e a multa da minha mãe”.

“Eles estão negando o direito de eu viajar. Eu vim de Air France normal, não tive problema, e agora eles estão me negando a minha passagem… Gente, eu Tô desesperada, me ajudem”, disse Juliana em um vídeo no Instagram.

buy metformin metformin online