Austrália: Pesquisadores encontram restos mortais de crocodilo com 95 milhões de anos

De acordo com informações do Museu de História Natural de Winton, na Austrália, pesquisadores encontraram os restos mortais de um crocodilo com cerca de 95 milhões de anos de idade. E ainda mais assustador do que a idade do animal é o fato de que, segundo os pesquisadores australianos, a sua última refeição pode ter sido um dinossauro!

Isso porque, quando os pesquisadores estavam remontando o crocodilo fossilizado, eles foram capazes de encontrar restos de um tipo de dinossauro chamado de ornitópode no estômago do animal. Para os especialistas, essa é a primeira vez que temos evidências concretas de um crocodilo se alimentando de dinossauros.

“É simplesmente extraordinário. Esta é a primeira vez que encontramos restos de dinossauros no estômago de um crocodilo. A primeira vez na história!”, se emocionou Matt White, um dos pesquisadores do Museu de História Natural de Winton, em Queensland.

O crocodilo encontrado pertence a uma espécie que atende pelo simpático nome de Confractosuchus sauroktono, que ao que tudo indica viveu no período Cretáceo.

Divulgação / Julius Csotonyi/ Museum of Natural History

Segundo Matt White, a cadeia alimentar dos animais durante o período Cretáceo era um pouco mais complexa do que algumas pessoas acreditam. Ainda que muitos pensem que os dinossauros estavam no topo da cadeia alimentar, essa não era bem a verdade.

“Eles não ocupavam exatamente o topo, e sim faziam parte de um complexo conjunto de pássaros, crocodilos, pterossauros e outros mamíferos. O que conseguimos demonstrar aqui é a evidência direta da fonte de alimento (dos crocodilos) e que eles eram capazes de comer qualquer coisa que chegasse perto o suficiente deles”, concluiu White.

você pode gostar também
buy metformin metformin online