As 9 armas químicas mais horrendas do mundo

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Mesmo em meio à guerra, armas químicas continuam sendo um tabu. Elas são vistas como cruéis e pouco comuns. As armas químicas representam uma grande ameaça para as populações civis, tanto em zonas de guerra quanto fora delas.

Sua capacidade de mexer com a fisiologia do corpo humano, além de causar os traumas de armas convencionais, afeta também sua descendência: ela fere os seus filhos e os filhos de seus filhos. Agentes do sistema nervoso, causadores de asfixia, doenças mortais, bombas incendiárias – armas químicas são uma demonstração de como o homem é cruel.

Confira na lista a seguir 9 exemplos assombrosos dessas armas:

9. Gás de Cloro

Quando o gás de cloro é inalado, ele combina com a água nos pulmões e forma ácido clorídrico. O problema é que  o gás de cloro é fácil de se encontrar e pode ser facilmente disfarçado e comprando em grandes quantidades.

8. Gás Lacrimogêneo

O gás CS não o matará mas vai ferir bastante. É usado com o único propósito de distrair as pessoas (geralmente civis em protesto) com tanta dor que eles parem de avançar em revolta.

O gás provoca irritação nas membranas, não permitindo que a pessoa abra os olhos. Respirar o gás pode causar irritação respiratória, desorientação, queimadura da garganta, vômito e cegueira temporária.

7. Gás Mostarda

O gás mostarda (ou gás de enxofre) provavelmente só matará cerca de 5% das pessoas expostas a ele, mas será desagradável e dolorido para todo mundo, mesmo quem sobreviver.

Ele é um agente que causa queimaduras extremas em contato com a pele e membranas, olhos, garganta e pulmões.

É um agente bolhas que causará queimaduras extremas em contato com a pele e membranas de muco, como olhos, garganta e pulmões. A formação de bolhas e cicatrizes resultantes pode ser não apenas dolorosa como mortal, especialmente se localizada nos pulmões. Embora muitas vítimas de um ataque de gás sobreviver e, eventualmente, recuperar, pode causar desfiguração permanente, cegueira e cicatrizes.

6. Antraz

Embora não seja uma “arma química” e sim biológica, o antraz causa sintomas como gripe forte ou feridas irritadas na pele. O problema é que pode evoluir para meningite até semanas após a infecção via cútis.

Em 2001, logo após os ataques terroristas às Torres Gêmeas, o Anthrax foi enviado através do correio a vários meios de comunicação e dois senadores dos EUA, resultando na morte de cinco pessoas e na infecção de outras 17.

5. SARIN

Bem conhecido atualmente, devido ao seu uso contra civis. É uma classe de armas químicas que interrompe os sinais do sistema nervoso que ajudam o corpo a funcionar. É incolor e inodoro e uma gota pequena é suficiente para matar um adulto.

Isso faz com que as vítimas percam rapidamente o controle de todas as funções corporais, incluindo a bexiga, as entranhas e o sistema respiratório, além de causarem convulsões e paralisia, à medida que os sinais nervosos são interrompidos.

Foi liberado no metrô de Tóquio em 1995, em um ataque que matou 13 pessoas e na cidade de Halabja em 1988 por Saddam Hussein 5.000 pessoas, a maioria civis, tornando-se a maior droga química usada contra civis na história da humanidade. Foi usado recentemente em Ghouta, na Síria em 2013, com um número de mortos estimado de 81.

4. VX

Semelhante ao SARIN, o VX é mais tóxico, persistente e mortal. Ele funciona fazendo suas vítimas para perder completamente o controle, levando a babar, convulsões, perda de intestino e controle da bexiga, vômitos e insuficiência respiratória.

A toxicidade do VX é o que o torna tão assustadoramente mortal, com a menor gota de vapor sendo capaz de matar um adulto.

3. Fosgênio

O fosgênio é produzido industrialmente, mas geralmente é estritamente controlado devido aos seus perigos.

Ele possui um “agradável” cheiro de grama, mas causa asfixia: os sintomas de exposição são geralmente tosse e aperto no peito, causados pelo efeito prejudicial do gás sobre os alvéolos pulmonares, impedindo que o oxigênio entre no sangue e sufocando lentamente a vítima.

2. Agente Laranja

O agente laranja é um produto químico que foi usado para a destruição catastrófica durante a Guerra do Vietnã, e seus efeitos ainda podem ser sentidos até hoje.

É feito a partir de uma mistura de dois herbicidas e é incrivelmente tóxico, causando inflamação das membranas mucosas e até mesmo levando câncer de pulmão e laringe.

Durante as operações, mais de 20 milhões de galões de agente laranja inundaram as selvas vietnamitas do sul, destruindo cerca de 10 milhões de hectares de terras agrícolas e matando ou mutilando cerca de 400 mil pessoas.

Os relatórios variam, mas diz-se que entre 500.000 e 1 milhão de crianças já nasceram com defeitos congênitos como resultado de seus pais estarem expostos ao produto.

1. Napalm

Outra horrenda invenção da Guerra do Vietnã é o infame Napalm. Embora esta arma incendiária tenha sido usada desde 1944, ele ficou “famoso”a guerra do Vietnã.

É essencialmente composto de um combustível líquido, como a gasolina, e um agente gelificante que faz com que ele queime tudo o que entra em contato com ele. Terrivelmente dolorosa.

Além de aderir à pele e queimar a 1.200 ° C, também desoxigena rapidamente o ar circundante, criando uma atmosfera de até 20% de monóxido de carbono mortal. Assustador, não é mesmo?

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...