Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

As 15 coisas mais bizarras encontradas no fundo do mar

15. O dedo de gelo da morte

ripleys.com

Na verdade, o “dedo de gelo da morte” é um brinicle (palavra inglesa sem tradução). Ainda não está claro? Como você sabe, o oceano cobre alguns lugares muito frios, como o Ártico e a Antártida, mas a água do oceano não congela como a água da torneira no congelador. Os componentes mais espessos e salgados – a salmoura – formam um cone, como um pingente. Este seria o brinicle, que é significativamente mais frio do que o resto da água em torno dele, e pode ser muito perigoso e até mesmo mortal à vida marinha que se aproxima.

14. O Titanic

pinterest.com

O RMS Titanic é talvez o item menos misterioso nesta lista. No entanto, é provavelmente o mais famoso. O “maior navio do mundo“, em sua viagem inaugural, atingiu um iceberg em 14 de abril de 1912, cerca de 375 milhas da América. Até sua descoberta em 1985 aprendemos que definitivamente ele afundou em duas partes. Isso permitiu-nos aprender mais sobre a pressão do oceano e também preencher alguns detalhes da história do Titanic.

13. O tubarão-cobra

SlideShare

Vivendo até 5 mil pés abaixo da superfície dos oceanos Atlântico e Pacífico, os tubarões-cobra são o que é conhecido como “fóssil vivo”. Um fóssil vivo é uma espécie de animal que se assemelha a outras espécies conhecidas apenas a partir do registro fóssil. Ou seja, todos os seus parentes mais próximos há muito foram extintos e só ele permanece. Ele tem cerca de dois metros de comprimento, parece um pouco a uma enguia, come como uma cobra, e tem um período de gestação que pode ser tão longo quanto três anos e meio.

12. O Falcão do Milênio?

dailymail.com

Conhecida formalmente como “A anomalia do Mar Báltico”, foi descoberto em junho de 2011 pela equipe de mergulho sueca “Ocean X”. É constituída por uma formação rochosa circular que se parece com um colar de pérolas que repousa sobre algum tipo de pilar e contém o que parece uma escada que desce para um buraco negro.

11. Círculos de colheita subaquáticos

presa.ge

Círculos de colheita são formações, muitas vezes circulares, que são feitas por partes deprimidas de uma cultura em crescimento, geralmente cereais. Quando um mergulhador descobriu “círculos de culturas subaquáticas”, ficou bastante intrigado. Como aqueles em terra, a variedade subaquática também não tem nada a ver com alienígenas, mas, sua causa é muito mais interessante. O peixe japonês soprador é inferior a cinco centímetros de comprimento e é o causador desses círculos. Os faz com um único intuito: atrair as fêmeas. Se uma fêmea é suficientemente impressionada, ela vai colocar seus ovos no ninho, então o macho vai fertilizar e cuidar deles até que eles choquem cerca de seis dias mais tarde.

 

10. Peixe-víbora

Kanal D

Esse peixe seria facilmente eleito como “o peixe mais feio do oceano”. Ele têm cerca de oito centímetros de comprimento e têm fotóforos bioluminescentes que usam para atrair presas. Se alimentam principalmente de crustáceos e peixes menores.

9. A cratera de Chicxulub

sciencemag.org

Os geofísicos concluíram que a cratera de Chicxulub é de fato uma cratera de impacto. E o que causou o impacto? Um asteroide ou cometa gigante que atingiu a Terra, cerca de 66 milhões de anos atrás. Nessa época (vivida pelos dinossauros), ocorreu a extinção de 75% de toda a vida vegetal e animal na Terra.

8. Pirâmides submarinas

messagetoeagle.com

Em 2013, Diocleciano Silva estava navegando seu iate nos arredores das Ilhas dos Açores quando seu GPS descobriu algo. O objeto tinha uma base perfeitamente quadrada, parecia ter cerca de 60 metros de altura, e era orientado pelas quatro direções cardinais. Alguns acreditam que esta pirâmide faz parte de um crescente número de provas de que os Açores eram habitados antes da chegada dos portugueses, talvez até dezenas de milhares de anos antes. E alguns dizem até mesmo que esta pirâmide submarina é evidência que nós encontramos a cidade perdida de Atlantis!

7. Lula-vampira-demônio-do-inferno

plus.google.com

A Vampyroteuthis infernalis, na verdade, não é tão ruim. O calamar vampiro tem cerca de 30 centímetros de comprimento e vive a cerca de 10.000 pés abaixo da superfície. A lula vampira é especialmente adaptada para viver entre níveis baixos de oxigênio e tem os maiores olhos proporcionais ao corpo que qualquer criatura na Terra.

6. Estrada de Bimini

Tribo Gamer

É uma série linear de rochas de pedra calcária retangular e tem aproximadamente um quilômetro de comprimento. Em 1978, a partir da datação por radiocarbono, descobriram que as rochas tinham cerca de 3.500 anos. A maioria dos pesquisadores acredita que a Estrada de Bimini foi intencionalmente construída por seres humanos. Todo mundo tem uma teoria, e novamente, alguns envolvem a Atlântida. Mas, de longe, o argumento mais aceitável é que a Estrada de Bimini seja uma formação rochosa que ocorre naturalmente.

 

5. Rios submarinos

WebChutney

O rio submarino do Mar Negro tem 37 milhas de comprimento, até 115 metros de profundidade, e 0,6 milhas de largura. Pelo tamanho, seria considerado o sexto maior rio da Terra. Então, como isso funciona? Bem, a água do rio é muito mais densa do que a água circundante porque tem uma maior salinidade. Como tal, ela afunda até o ponto mais baixo e muitas vezes esculpe rios em seu caminho para uma bacia salgada no fundo do mar.

4. A cidade perdida do senhor Krishna?

Plazilla

Existem várias cidades submersas no mundo, mas nenhuma é tão velha quanto a cidade afundada o golfo de Khambhat, perto da cidade moderna de Dwarka. O material da cidade submersa foi datado por volta de surpreendentes 9000 anos.

3. O celacanto

LiveInternet

Como outras espécies mencionadas, o celacanto é um fóssil vivo. Está mais estreitamente relacionado com os peixes com pulmões, os répteis e, sim, até mesmo com os mamíferos, do que com os actinopterígeos (que constituem a grande maioria dos peixes no mar). Infelizmente, o celacanto está em perigo: ele sobreviveu por 400 milhões de anos, mas nós, seres humanos, podemos finalmente matá-lo com o nosso descuido.

2. A lula-colossal

Unique Hunters

Pelo que sabemos, uma lula-colossal adulta tem cerca de 12,8 metros de comprimento e pesa tanto quanto 748 quilos, tornando-a o maior invertebrado do planeta. São muito raros porque vivem nas profundezas do Oceano Antártico, onde os seres humanos não podem chegar. A lula-colossal tem o maior globo ocular entre todos os seres da Terra.

1. Castelo de Loki

Phys.org

Continuando com o tema nórdico, temos o Castelo de Loki: um campo de cinco aberturas hidrotermais ativas no fundo do Oceano Atlântico entre a Groenlândia e a Noruega. As aberturas hidrotermais são aberturas ao longo do fundo do oceano onde a água que foi aquecida pelo interior da Terra jorra jatos para fora no oceano. A água que emite pode ser tão quente quanto 300 graus Celsius. Pequenos organismos conhecidos como termófilos prosperam nesses ambientes extremamente quentes. E, em seguida, há organismos ligeiramente maiores que se alimentam deles e aqueles que se alimentam deles e assim por diante.

Fontes: therichest.com, bbc.co.uk, travelerstoday.com, nationalgeographic.com, messagetoeagle.com, scientificamerican.com

Comentários
Carregando...