Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

Arqueólogos fazem descoberta sem precedentes em tumba de Tutancâmon

Duas câmaras anteriormente secretas foram descobertas escondidas no túmulo do rei Tutancâmon – e poderia finalmente resolver o mistério em torno do lugar de descanso final da rainha Nefertiti.

O ministro de antiguidades do Egito disse que os especialistas tem 90% de certeza da existência das câmaras, com autoridades acrescentando que elas poderiam estar “cheias de tesouros”.

Escaneamentos indicam as duas câmaras, que estão escondidas nas paredes norte e oriental do túmulo, contêm metal ou material orgânico.

Espera-se as câmaras não descobertas anteriormente possam desbloquear muitos dos segredos mais profundos dos antigos egípcios.

Arqueólogos fazem descoberta sem precedentes em tumba de Tutancâmon

Algumas teorias sugerem que partes do túmulo podem conter o lugar de descanso da rainha Nefertiti, que estudiosos têm argumentado que poderia ter sido a mãe de Tutancâmon. O ministro de antiguidades disse ter pensado que o túmulo poderia conter os restos de um membro da família de Tutancâmon, mas não iria especular sobre se deve ou não ser de Nefertiti.

Se as câmaras estiverem escondendo o túmulo da rainha Nefertiti, poderia ser uma das mais importantes descobertas arqueológicas do século 21.

A descoberta foi feita após um estudo japonês utilizando radares ter mapeado o conteúdo da tumba. Os pesquisadores irão realizar uma verificação mais avançada no final deste mês, que será capaz de verificar com certeza se os espaços vazios são câmaras.

Se essa verificação for bem-sucedida, em seguida, a equipe vai discutir como e quando eles podem entrar nas câmaras.

“Podemos dizer com mais de 90% de certeza que as câmaras estão lá”, disse Mamdouh Eldamaty, um egiptólogo que é ministro de antiguidades do país. “Mas eu nunca iniciaria a próxima etapa até que eu esteja 100% certo”.

A tumba em Luxor, no Egito, foi encontrada em 1922 por uma equipe supervisionada pelo arqueólogo Howard Carter. [Independent]

Comentários
Carregando...