Pular para o conteúdo

Aposentado passou 35 anos construindo um castelo no Rio Grande do Norte

José Antônio Barreto, também conhecido como Zé dos Montes, teve uma história de vida única e inspiradora. Quando ele tinha apenas 8 anos, teve uma visão espiritual de uma senhora de azul enquanto coletava lenha em uma montanha. Desta visão nasceu o projeto que carregou consigo para o resto da vida: a construção de um castelo.

A inspiração para tirar do papel essa obra colossal só ocorreu bem mais tarde, mais especificamente em 1984, após a aposentadoria de Barreto da carreira militar.

Aposentado passou 35 anos construindo um castelo no Rio Grande do Norte

Para isso, teve que fazer uma longa peregrinação, afinal, apesar de saber exatamente como ficaria cada detalhe do prédio, já que José teve, ao longo dos anos, 13 visões com a mulher de azul, conforme conta o G1, faltava-lhe encontrar o local ideal. Depois de visitar os bairros de Igapó e Quintas, Zé dos Montes, como ficou conhecido, descobriu que a Serra de Tapuia era o terreno perfeito para receber o castelo.

A construção do castelo

Aposentado passou 35 anos construindo um castelo no Rio Grande do Norte

A construção foi uma tarefa desafiadora, já que “era tudo coisa da cabeça dele”. Sem rabiscos no papel, a construção começou a ser feita. O castelo, que tem mais de 100 compartimentos, está em construção há mais de 37 anos e ainda não tem data para terminar. No entanto, sua conclusão ficará a cargo de Joseildo Gomes, filho de Zé, já que seu pai faleceu, aos 88 anos, em julho de 2020.

O militar aposentado conseguiu descansar após enfrentar dois derrames, insuficiência respiratória e problemas cardíacos.

Aposentado passou 35 anos construindo um castelo no Rio Grande do Norte

“O castelo tem algumas coisas para consertar e outras para construir. É tão grande que nem sei quantos cômodos tem, mas farei de tudo para continuar a missão de meu pai. Darei meu sangue para que sua história não seja apagada e para que todos conheçam a pessoa que ele foi e seu legado”, promete Gomes.

A visão de Zé dos Montes acabou virando ponto turístico de Sítio Novo, colocando a região no radar dos visitantes do Rio Grande do Norte.

“A ideia do meu pai era fazer o castelo para a vista e não para virar um ponto turístico, mas isso inevitavelmente aconteceu.” O castelo chamou a atenção das pessoas e começaram a cobrar entrada, só para ver se as pessoas paravam de vir. Porém, aconteceu o contrário”, brinca Joseildo.

Aposentado passou 35 anos construindo um castelo no Rio Grande do Norte

Adotado quando tinha 4 anos, o menino passou a vida inteira acompanhando a luta do pai para realizar seu sonho, algo que é capaz de contagiar qualquer pessoa.

O castelo serve como um lembrete do poder da visão e da perseverança. A história de Zé dos Montes é a prova de que, se você acredita em algo e está disposto a trabalhar duro por isso, tudo é possível. Seu legado vive através de seu filho e do castelo que ele dedicou sua vida a construir.